×
Loading ...

Vantagens e desvantagens de clientes magros (thin clients)

No mundo da programação de computadores, "o cliente" é a interface de desktop que uma pessoa ao usar um aplicativo vê. Um cliente "grosso" é aquele em que uma parte do aplicativo deve ser transferida para o desktop. Ele pode ser escrito em Java ou C# ou qualquer outra linguagem, mas é executado sozinho e chama um servidor de aplicativos através da rede. Um cliente "magro" (thin client) é aquele que não exige que nenhum software adicional seja baixado. Hoje, isso normalmente significa uma aplicação da internet que usa um navegador para apresentá-la ao usuário, mas pode também significar um dispositivo terminal especializado.

O navegador faz com que o PC seja um cliente magro barato (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Fácil distribuição

A grande vantagem do cliente magro é a capacidade de fazer alterações no aplicativo sem ter que empurrar o software para cada área de trabalho que o utiliza. Em alguns casos, tais como quando as empresas vendem produtos e serviços através da internet, essa é uma necessidade absoluta; com preocupações sobre os vírus, a maioria das pessoas não gosta de instalar softwares desconhecidos em seus computadores. Mas mesmo dentro da rede confinada de um negócio, é muito mais difícil de instalar, mesmo automaticamente, uma nova cópia do aplicativo em todos os desktops que o utilizam.

Loading...

Terminais menos caros

Os aplicativos de clientes magros tendem a ter grande parte de sua lógica de negócios complexos no servidor remoto, porque o software não é capaz de executá-la. Isso pode significar que os computadores menos poderosos e menos caros irão funcionar, já que eles só estão executando um navegador, ao contrário de transações de negócios complexas que interagem com um banco de dados.

Pior tempo de resposta

Como o cliente magro deixa a maioria da lógica de negócios no servidor, ele deve chamar o servidor para qualquer mudança. Mesmo preencher uma lista em um menu drop-down muitas vezes requer uma viagem de ida e volta até o servidor. Clientes grossos podem recuperar e armazenar mais informações no local, e validar os dados no local em vez de esperar que os dados sejam enviados para o servidor, revistos e, em seguida, enviados de volta.

Apoio transacional menos robusto

Um cliente magro, como um navegador, não mantém um vínculo permanente com o servidor e banco de dados. Quando uma chamada é feita e é concluída, o resultado é devolvido ao computador e a ligação é cortada. Com um cliente grosso, uma conexão pode ser feita e mantida de modo que, se algo acontecer com a transação, o cliente e o servidor estão conectados e podem se recuperar de uma maneira muito mais simples, já que ambos sabem o estado atual dos dados.

Carregamento de recursos

Devido à menor necessidade de poder de processamento do computador e da falta de conexão permanente com o servidor, os clientes magros precisam de PCs mais leves e que não criem tanta carga de rede, mas normalmente precisam de servidores mais robustos para lidar com toda a lógica de negócio. Clientes grossos são o oposto em termos de utilização dos recursos. Dependendo das circunstâncias atuais, tais como o dimensionamento do servidor ou a carga na rede, um ou o outro modelo pode ser mais vantajoso para o negócio a utilizar a aplicação.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...