O que são antígenos e anticorpos?

Escrito por beth celli | Traduzido por maria itokazu
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que são antígenos e anticorpos?
Os anticorpos são secretados pelos linfócitos (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

Antígenos e anticorpos fazem parte do sistema imunológico do corpo humano. Os antígenos normalmente são substâncias complexas, estranhas ao organismo, que provocam a produção de anticorpos. Uma substância que contém antígeno em sua superfície é chamada de antigênica. O corpo reconhece essas substâncias estranhas como invasores e se organiza para destruí-las com linfócitos ou glóbulos brancos, que secretam anticorpos. Os antígenos podem ser encontrados na superfície dos alimentos, glóbulos vermelhos, células neoplásicas e pólen, por exemplo. O organismo produz anticorpos com o único propósito de destruir antígenos.

Outras pessoas estão lendo

Antígenos

Antes do nascimento, os linfócitos aprendem quais células fazem parte do corpo, e passam a vê-las como não antigênicas ou seguras. O sistema imonológico reconhece o "si-mesmo" e não tenta destruir essas células. Isto é o que se chama imunotolerância. Qualquer substância nova encontrada pelo sistema imune será considerada um invasor e destruída.

Anticorpos

Os anticorpos são segregados pelos linfócitos B, um tipo de glóbulo branco. Quando essas células reconhecem um invasor, aumentam a secreção de anticorpos. O sangue e os outros fluidos carregam os anticorpos através do organismo até onde eles são necessários. Os anticorpos atacam os antígenos de duas maneiras: direta e indiretamente.

Ataque indireto

A maneira mais eficaz para se destruir antígenos é a ativação de proteínas complementares que ajudam a atacá-los. Essas proteínas realizam diversas tarefas: rompem as células invasoras, promovem a aglutinação dessas células ou enfraquecem os antígenos exóticos. Reagindo do modo mais eficiente para lidar com o antígeno que foi identificado.

Ataque direto

Os anticorpos também combatem os antígenos ligando-se a eles ou atacando sua membrana. Essa reação física, também chamada reação antígeno-anticorpo, causa a aglutinação das células e facilita o trabalho das outras células brancas que devem destruir o antígeno invasor. Porém, não é tão eficaz quanto a via indireta.

Resposta primária e secundária

A resposta primária é a resposta inicial do organismo a um antígeno. Geralmente, resulta na produção de um pequeno número de anticorpos. Por isso levamos alguns dias para vencer uma doença e nos sentirmos melhor. Trata-se de um processo lento. Se o sistema imunológico é exposto ao mesmo antígeno novamente, ele reage de forma muito mais enérgica, produzindo rapidamente uma grande quantidade de anticorpos. É por isso que uma pessoa normalmente não pega a mesma doença duas vezes e pode tornar-se imune a algumas delas.

Vacinas

A vacina é uma substância, introduzida no organismo, que contém antígenos de um determinado tipo. Normalmente, o antígeno utilizado é uma versão atenuada ou inativa de alguma doença. O propósito é estimular a formação de anticorpos que irão produzir células de memória capazes de lembrar como combater aquele invasor específico. Isto permitirá que o organismo se proteja daquela doença no futuro, fazendo uso da resposta secundária dos anticorpos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível