Como fazer uma boa pintura de retrato usando giz pastel

Escrito por brian willett | Traduzido por carolina rico
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer uma boa pintura de retrato usando giz pastel
Os pastéis podem ajudar a criar obras de arte impressionantes (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Enquanto culturas pré-históricas usavam carvões coloridos para desenhar em pedras, o uso de pastéis como conhecemos hoje começou no século XVI. As cores vibrantes dos pastéis os tornam adequados para paisagens, mas você também pode usá-los para retratos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Decida se quer usar pastéis secos ou oleosos. Os secos contém menos pigmentos, então as cores são menos vibrantes e chamativas. Pastéis oleosos têm tons mais suaves, mas é preciso menos do giz para fazê-los, então são mais frágeis e borram com mais facilidade, especialmente se não tiver cuidados com seus traços.

  2. 2

    Escolhe o meio que deseja usar para seu retrato. Os pastéis podem ser usados em tudo, de telas de tecido até papéis tingidos ou lixa, então, escolha baseando-se na disponibilidade de materiais ou tipo de clima que deseja criar.

  3. 3

    Escolha uma imagem apropriada ou encontre um modelo vivo para seu retrato. Imagens com formas simples, com a figura como foco principal são ideais.

  4. 4

    Rascunhe de leve o contorno principal de seu retrato antes de aplicar os pastéis. Isso irá garantir que consiga uma representação correta com as proporções certas. Usar proporções adequadas é essencial para uma representação real.

  5. 5

    Decida as cores que presente usar antes de colocar qualquer uma no papel. Preste atenção particular nas áreas em que precisará mesclar cores, como tons de pele. Misture pastéis como sienna queimado, amarelo ocre ou fusco com branco para ajudar a criar uma variedade de tons de pele.

  6. 6

    Desenhe a face primeiro, seguido do resto do corpo, deixando as roupas e o fundo para o final. Essa ordem de operação é importante para garantir que você não use tons que façam a pessoa confundir-se com o fundo ou cores que possuam muito contraste na pele. Você poderia criar sem querer uma pessoa muito pálida, por exemplo, usando tons no fundo muito escuros.

Dicas & Advertências

  • Um modelo vivo pode ser útil, mas desenhar a partir de uma foto pode ser mais conveniente. Tente escolher uma foto com alta qualidade e um fundo neutro e composto por uma gama de tons semelhantes, para que não distraia os espectadores da imagem.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível