O que faz os cálculos renais terem uma cor escura?

Escrito por mark bingaman | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Independentemente da cor, as pedras nos rins que tentam passar através do trato urinário exigem atenção imediata. Esse objeto doloroso assume um tom mais escuro quando o excesso de cálcio é o responsável pela formação da pedra.

Outras pessoas estão lendo

Cores

Pedras nos rins variam de tom. A cor da pedra depende de sua composição, de acordo com o Stony Brook University Hospital de Nova York. A maioria das pedras é amarela ou marrom, mas elas também podem ser da cor bronze, ouro ou preto.

Tipos

Existem quatro tipos principais de pedras nos rins: oxalato de cálcio (a mais comum), ácido úrico, estruvita e cistina.

Composição

Diferentes substâncias compõem cada tipo de pedra nos rins. Pedras de oxalato de cálcio são compostas principalmente de cálcio em excesso, enquanto as pedras de ácido úrico se formam como resultado de muita proteína. Pedras de estruvita possuem resíduo de amoníaco e magnésio mineral.

Efeitos

Cálcio e oxalato fazem com que esses tipos de pedras sejam de cor mais escura, enquanto as pedras de ácido úrico normalmente se mostram na cor branco-acastanhado. Uma cor branco-sujo desenvolve coleções de estruvita enquando as pedras de cistina adotam um tom de rosa ou amarelo.

Tamanho

A textura de uma pedra varia de suave a áspera para irregular. Uma pedra "pequena" (geralmente de 4 mm de diâmetro ou menos) tem uma chance de 90% da passagem espontânea, de acordo com a University of Miami School of Medicine. Tipos maiores exigem medicação, cirurgia ou tratamento não-invasivo

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível