Como usar uma capela de laboratório

Escrito por ehow contributor | Traduzido por allan magalhães
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como usar uma capela de laboratório
As capelas de laboratório podem manter o operador seguro durante trabalhos com produtos químicos potencialmente tóxicos em um ambiente de laboratório (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Quando usada corretamente, uma capela de laboratório fornece proteção extrema ao trabalhar com materiais inflamáveis, explosivos e corrosivos. Contudo, muitas vezes não há um treinamento sobre a técnica de uso adequada da capela para técnicos de laboratório e cientistas iniciantes. Uma capela de laboratório funciona fornecendo um ambiente com pressão de ar negativa na frente do operador, constantemente puxando o ar do ambiente para dentro da capela e o expulsando do prédio. As etapas básicas para uma operação ideal são bastante universais, e embora existam instruções detalhadas disponíveis, esse artigo cobre as medidas práticas que devem ser seguidas ao realizar procedimentos que requerem o uso de uma capela de laboratório padrão com abertura vertical.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Para preparar uma capela de laboratório para o uso, ligue a luz do seu interior e abra o vidro da janela vertical não mais que 45 cm (muitas capelas possuem um bloqueio de segurança). Determine se a capela recebeu certificado de uso no ultimo ano através de adesivos de inspeção com datas. Verifique os monitores de fluxo. Se disponíveis, eles indicam se o equipamento está funcionando corretamente. Algumas vezes, a capela estará puxando o ar para o seu interior a uma taxa abaixo da necessária para fornecer uma proteção adequada. Nesse caso, aborte o procedimento e procure informações caso haja alguma dúvida em relação ao funcionamento do aparelho.

  2. 2

    Certifique-se de que os controles operacionais dos defletores estejam configurados para procedimentos gerais normais. Os defletores controlam o fluxo de ar e estão localizados na parte de trás da capela. A alavanca de controle do defletor, caso haja uma, será indicada como tal na frente da capela. A grande maioria dos procedimentos exige uma exaustão com os defletores ajustados para "Normal". Procedimentos mais complexos exigem usuários experientes no uso de capelas.

  3. 3

    Reúna todo o equipamento e material que será utilizado no procedimento, exceto itens muito volumosos que possam interromper o fluxo de ar. Coloque todos os itens o mais próximo possível da parte de trás da capela. Os primeiros 15 cm do interior da superfície de trabalho não devem ser utilizados. Itens mais finos devem ser elevados a uma altura entre 2,5 cm e 5 cm com o auxílio de rolhas, borrachas ou algum objeto semelhante que não constitua riscos de segurança.

  4. 4

    Se algum equipamento possuir um fio elétrico, lembre-se de que as tomadas elétricas estarão localizadas apenas na parte de fora da capela para evitar faíscas e subsequentes incêndios ou explosões no seu interior. Isso significa que nenhuma extensão elétrica deve ser utilizada no interior da capela. Também perceba que às vezes as tomadas possuem baixa amperagem (20 A) quando comparadas com outras fontes de eletricidade do laboratório, isso significa que o uso de instrumentos de alta potência podem disparar o disjuntor. Se possível, passe todos os cabos sob o aerofólio na aba dianteira da capela para evitar turbulências de ar.

  5. 5

    Abaixe a janela vertical para que haja espaço suficiente para passar os seus braços e realizar o procedimento. A janela funciona como uma barreira contra possíveis respingos e, se feita com vidro resistente, poderá fornecer alguma proteção contra eventos catastróficos. Minimize os movimentos de um lado para o outro e entradas e saídas. Isso evitará turbulências de ar indesejadas que colocam o operador em risco de exposição aos agentes manipulados.

  6. 6

    Ao finalizar as suas tarefas, remova todos os equipamentos e itens que foram colocados no interior da capela. Limpe o interior da mesma e desligue a luz interna. Feche a janela até a altura recomendada. Algumas instituições utilizam o funcionamento contínuo da capela para manter todo o laboratório sob pressão negativa, enquanto outros utilizam outros meios para manter uma pressão negativa e economizar energia fechando completamente a capela. Entre em contato com o departamento de segurança para obter instruções.

Dicas & Advertências

  • Caso você precise deixar a capela por algum motivo, utilize um sinal com informações de contato para emergências indicando que o aparelho está em uso. Às vezes, folhas de agendamento são utilizadas para evitar sobreposições de atividades.
  • O interior da capela não deve ser utilizado para armazenar produtos químicos inflamáveis ou corrosivos a menos que isso seja autorizado pelo departamento de segurança. Para isso, utilize gabinetes com ventilação adequada, como os presentes abaixo das capelas.
  • Tente não utilizar saídas de ar do tipo "tromba de elefante". Os procedimentos que requerem este tipo de ventilação devem ser realizados em uma capela de laboratório completa.
  • As capelas de laboratório não devem ser utilizadas em procedimentos que envolvam patógenos ou que devam ser feitos em ambientes estéreis. Use cabines de segurança biológica de classe II nestes casos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível