Como saber se uma cicatriz de sutura está sarando

Escrito por mary earhart | Traduzido por daniela hadzhinachev
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como saber se uma cicatriz de sutura está sarando
Cicatriz de corte bem curada (Azoreg/wikimedia.org)

Uma cicatriz de sutura pode ser dolorosa e causar prurido. Ela pode ser escurecida, elevada, plana ou côncava. Pode também ser rugosa ou uma combinação de tudo isso. O tecido cicatrizado sofrerá muitas mudanças com o passar do tempo.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Boa iluminação
  • Espelho

Lista completaMinimizar

Instruções

    Avaliando a cicatrização de uma ferida de sutura

  1. 1

    Examine a ferida sob uma boa luz. Um espelho pode ser necessário, dependendo do local da ferida. A cura normal ocorre em etapas: uma fase inflamatória imediata de cinco dias, quando o inchaço e delicadeza são normais; uma fase proliferativa de dois dias a três semanas, quando a granulação toma lugar; e uma fase de remodelação que dura de três semanas a dois anos. Determine qual é a fase atual da ferida para avaliar se a cicatrização está normal. A cicatriz da sutura está com uma semana e apresenta granulação amarela? Isso seria normal. Ela tem três semanas e está inchada e mole? Isso seria anormal. Verifique se as bordas estão alinhadas, ou se lacunas foram abertas ao longo da linha de sutura. Visto que muitas suturas interrompidas são tipicamente usadas ​​para reparar as feridas, geralmente não é um problema se um ou dois pontos se quebrarem ou soltarem. Entretanto, comunique ao médico se observar falhas visíveis. Dependendo da fase de cura, as bordas geralmente não estão alinhadas. Contudo, elas podem requerer algumas alterações nos cuidados para evitar uma infecção.

  2. 2

    Apalpe a cicatriz da sutura. Lave bem as mãos antes de tocar em feridas. A cicatriz de sutura, durante a fase de remodelação, estará formando um novo colágeno. Suas fibras serão duras no começo e podem permanecer assim por algum tempo. Espere o amolecimento ocorrer gradualmente ao longo de um período de meses ou anos, até que a cicatriz se desvaneça e se torne quase como a pele circundante, embora mesmo quando bem curada, a área da sutura pode ter até 20% menos de sua resistência original.

  3. 3

    Avalie a formação de cicatriz hipertrófica. Essas são caracterizadas por tecido cicatricial vermelho ou escuro que é gerado e cresce ao longo da linha de sutura da cicatriz, mas não além dela. Elas podem ser delicadas e provocar coceiras. Este tipo de tecido cicatricial se forma nas primeiras semanas de cicatrização de feridas. As cicatrizes hipertróficas geralmente são temporárias, mas podem levar até um ano para desaparecer. Elas podem ser removidas cirurgicamente.

  4. 4

    Avalie a formação de queloide. Ele se desenvolve para além das bordas da ferida original. Isso é mais comum em pessoas de raças escuras. Aglomerados vermelhos ou escuros de tecido de queloide podem aparecer após um ano da lesão original. Atualmente, não há tratamentos cirúrgicos simples para a formação de queloides. Eles reincidem facilmente e podem crescer ainda mais se forem removidos. No entanto, um estudo italiano de 2006 sugere que doses baixas de inibidores de ACE, normalmente utilizados para controlar a hipertensão, podem prevenir ou reduzir a gravidade de um queloide.

  5. 5

    Avalie cicatrizes côncavas ou contraídas. Elas não ocorrem com frequência, a menos que um pedaço de pele esteja ausente. Esses tipos de cicatrizes tendem a enrugar e puxar à medida que se curam e podem ser feios ou desconfortáveis. Procedimentos cirúrgicos, como retalhos e enxertos, podem melhorar a aparência e a sensação na maioria dos casos.

Dicas & Advertências

  • As cicatrizes suturadas devem ser massageadas precocemente e frequentemente para aumentar a circulação, amaciar tecidos e impedir a adesão. Se a área estiver sensibilizada, esfregue-a suavemente a partir do exterior para o centro entre as suturas com um dedo. Como movimentos delicados, puxe a cicatriz para cima e longe do corpo e amasse-a delicadamente com o polegar e o dedo indicador.
  • Procure um atendimento de emergência imediata em caso de febre. Reporte aumento da dor, inchaço, vermelhidão ou de calor no local da sutura para um médico. Esses podem ser sinais de infecção grave.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível