Como controlar os tiques da síndrome de Tourette

Escrito por ehow contributor | Traduzido por weber figueiredo
Como controlar os tiques da síndrome de Tourette
A síndrome de Tourette é uma desordem neurológica ou neuroquímica caracterizada por tiques, reações rápidas, movimentos repentinos (espasmos) ou vocalizações que ocorre repetidamente da mesma maneira com considerável frequência (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

A síndrome de Tourette pode representar uma verdadeira repressão sobre a vida de um indivíduo. Os tiques associados à síndrome podem ser socialmente limitantes, constrangedores e devastadores. Encontrar tratamentos eficazes para os tiques pode ser exaustivo e exigirá pesquisa, para localizar um que funcione corretamente. Saiba como ajudar no controle da síndrome de Tourette e encontrar um método viável de tratamento que ajude o paciente a restabelecer o equilíbrio sobre comportamentos incontroláveis​​.

Instruções

  1. 1

    Primeiro, aprenda sobre os vários tipos de tiques que podem afetar um indivíduo. Conheça as quatro categorias básicas: tiques motores simples, tiques motores complexos, tiques fônicos simples e tiques vocais complexos.

  2. 2

    Avalie a gravidade dos tiques do indivíduo e determine como eles afetam negativamente o emocional e o bem-estar social da pessoa. Tenha em mente que estratégias de intervenção farmacológica, comportamental e psicológica estão disponíveis para tratar os sintomas do tique.

  3. 3

    Note que há medicamentos desenvolvidos especificamente para o tratamento de transtornos de tiques. No entanto, alguns antipsicóticos, medicamentos neurolépticos e antidepressivos são bem sucedidos no tratamento de casos graves de tiques. Você deve discutir os aspectos positivos e negativos com um médico, para que ele possa intervir no caso. Certifique-se de que a gravidade dos tiques só pode ser tratada com intervenção médica antes de escolher esta opção por causa dos efeitos colaterais adversos.

  4. 4

    Reúna-se com um terapeuta cognitivo-comportamental, especialista em lidar com a síndrome de Tourette e transtorno de tiques. Discuta a possível opção de intervenção cognitiva, que geralmente é bastante eficaz no combate a muitos distúrbios. Faça a terapia cognitiva por pelo menos 6 meses para ver efeitos positivos significativos. Faça um inventário frequente do funcionamento psicológico e social da pessoa que sofre os tiques.

  5. 5

    Tente soluções alternativas, como terapias biofeedback e neurofeedback. Muitos médicos pesquisadores estudam soluções alternativas para possíveis curas. Suplementos, ervas e até mesmo baixas doses de Cannabis, parecem ser eficazes no abrandamento dos sintomas. Em alguns casos de Tourette, os pacientes encontram benefícios em tratamentos de TDAH, como a Ritalina.

Dicas & Advertências

  • Leia notícias sobre psicologia e medicina on-line para se informar sobre os mais recentes tratamentos no controle dos tiques. Pesquisadores muitas vezes descobrem novos e promissores métodos de intervenção.
  • Não inicie um tratamento médico da síndrome antes de discutir outras possíveis opções com um médico. Os efeitos colaterais podem, às vezes, ser mais graves do que os próprios tiques.