O que é a dermatite miliar em gatos?

Escrito por susan paretts Google | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é a dermatite miliar em gatos?
A dermatite miliar causa coceira e queda do pelo (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Uma condição conhecida como dermatite miliar, ou eczema, às vezes chamada erroneamente de dermatite "militar", causa lesões duras, com cascas e semelhantes a sementes de painço na pele dos gatos. Essas lesões causam coceira, queda dos pelos e faz com que eles se limpem excessivamente devido ao desconforto da condição. Essa doença possui várias causas subjacentes que exigem um diagnóstico e tratamento veterinário.

Outras pessoas estão lendo

Causas

A dermatite miliar felina, ou eczema, não é realmente uma condição médica, mas sim um conjunto de sintomas que resultam de um problema subjacente. Alergias alimentares, infecções cutâneas bacterianas ou fúngicas e parasitas externos podem causar a dermatite miliar, segundo o site PetEducation.com. Certas doenças autoimunes, desequilíbrios hormonais ou deficiências hormonais também podem desencadear essa condição cutânea. Um gato que sofre dessa doença possui várias protuberâncias pequenas e duras que causam muita coceira. Essas lesões podem cobrir uma parte grande ou pequena do corpo do animal. Quando o gato coça continuamente o local afetado, isso leva ao aumento da vermelhidão e perda de pelo ou feridas abertas.

Diagnóstico

Para diagnosticar a causa do eczema miliar, um veterinário realiza um exame físico completo no gato. As lesões que aparecem principalmente na base da cauda podem indicar uma infestação de pulgas, enquanto as presentes no rosto geralmente indicam ácaros, segundo o site PetEducation.com. O veterinário observará o pelo do gato, procurando por quaisquer parasitas externos, e passará um bisturi cego na pele, retirando uma amostra dela para examinar em um microscópio. Se o médico suspeitar de micose, um tipo de infecção fúngica, ele retirará alguns pelos da área para realizar uma cultura em laboratório por 10 a 14 dias para a identificação adequada.

Tratamento

Após determinar a causa subjacente do eczema miliar, o veterinário colocará o gato em um regime de medicações para tratá-lo. Cerca de 8 em cada 10 casos dessa condição cutânea resultam da dermatite causada por picadas de pulgas, segundo o site Pawprints & Purrs. Para erradicar os insetos, o dono deve aplicar um tratamento tópico contra pulgas mensalmente. Alguns desses tratamentos também matam outros parasitas internos, como ácaros ou piolhos. O veterinário pode prescrever um creme ou xampu antifúngico ou antibiótico para tratar as infecções cutâneas. A micose exige o cuidado veterinário imediato porque também pode passar para os humanos.

Alergias alimentares e tratamento alternativo

Se o veterinário não encontrar uma causa subjacente para o eczema miliar no gato, ele pode sugerir uma dieta hipoalergênica por um período de dois a três meses. Se a condição do animal melhorar, pode-se voltar à dieta antiga. Se a doença piorar quando voltar à alimentação normal, o gato provavelmente tem uma alergia alimentar e se beneficiará do ato de trocar para a dieta hipoalergênica permanentemente. Além dos tratamentos prescritos, xampus que contenham aveia coloidal e suplementos dietéticos contendo ácidos graxos essenciais podem ajudar a hidratar a aliviar a coceira na pele do animal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível