Desvantagens de valor agregado em um projeto

Escrito por ron price Google | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Desvantagens de valor agregado em um projeto
A análise do valor agregado pode não ser a melhor ferramenta para todos os projetos (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Análise de Valor Agregado (EVA, do inglês "Earned Value Analysis") é a ferramenta favorita, ainda que controversa, para o gerenciamento que fornece uma medida objetiva do desempenho do projeto em termos de seu alcance (tarefas), cronograma (tempo) e orçamento (custo). Os defensores afirmam que ela mede o quanto do tempo e dinheiro orçado para o projeto é representado por "ganhos". Seus detratores dizem que ela pode deturpar o verdadeiro status do projeto em termos de horário ou gastos.

Outras pessoas estão lendo

Análise de valor agregado

A análise do valor agregado EVA usa o calendário previsto e o orçamento junto com o que realmente ocorreu para desenvolver três valores que indicam a saúde relativa de um projeto. Estes valores são: Valor Planejado (PV - planned value), que é o custo orçado das tarefas que devem ser completadas; Valor agregado (EV - earned value), que é o total dos custos orçados para completar as tarefas, e o Custo Real (AC - actual cost), que é o total das despesas até a data.

Exemplo: O orçamento do projeto é de R$ 100.000,00. 60% das tarefas devem ser completadas, por isso PV - planned value - é R$ 60.000,00. Apenas 50% são realmente completadas, tornando EV - earned value - igual a R$ 50.000,00. O AC - actual cost - é de R$ 65.000,00.

Variantes da Análise de valor agregado (EVA)

A análise de valor agregado EVA calcula duas variações: Variação de Custo (CV, do inglês "Cost Variance") = EV - AC , e variação do cronograma (SV, do inglês "Schedule Variance") = EV - PV (do inglês "Planned Value").

Usando os valores na Seção 1, CV - cost variance -é menos R$ 15.000,00. Ele custou de R$ 65.000,00 a R$ 50.000 para completar o trabalho planejado. O SV é de menos $ 10.000. O projeto está com o cronograma atrasado em R$ 10.000 de valor do trabalho.

Índices da Análise de valor agregado (EVA)

Dois índices indicam o desempenho do projeto. O Índice de desempenho de custos (CPI , do inglês "Cost Performance Index") = EV/AC . O Índice de desempenho de cronograma (SPI - schedule variance index) = EV/PV. Usando os dados das Seções 1 e 2, o CPI é de 0,77 e o SPI é 0,83.

Se os índices são iguais a um, o projeto está dentro do cronograma ou dentro do orçamento; se for menor que um, o projeto está atrasado ou excedeu o orçamento; se for maior que um, o projeto está adiantado ou abaixo do orçamento.

Questões do Índice de desempenho de custos (CPI)

Uma vez que um projeto esteja acima ou abaixo do orçamento, o CPI continua essencialmente o mesmo para o restante do projeto, a menos que EV ou AC mudem significativamente. O CPI depende do AC para ser preciso. Se o AC não incluir todos os custos e pagamentos apropriados, o CPI pode não ser confiável.

Questões do Índice de desempenho do cronograma (SPI)

A análise de valor agregado não pode distinguir uma tarefa crítica de uma não-crítica. O SPI pode ser enganoso quando uma tarefa não crítica adiantada ofusca uma tarefa crítica atrasada na programação. Ele poderá indicar que um projeto está mais saudável do que sua verdadeira realidade.

Por que não uma Análise de valor agregado (EVA)?

Os gerenciadores de projeto apresentam muitas razões para não usar a EVA, inclusive devido à despesa de implementação, a necessidade de um software EVA, o envolvimento de muitos outros em vários departamentos e a divulgação de mais informações além do desejado, porque é muito complexa.

Se o escopo do projeto, o cronograma e o orçamento forem mal definidos, seus objetivos e resultados serão vagos, a estrutura de colapso de trabalho (WBS, do inglês "Work Breakdown Structure") será incompleta, o sistema de coleta de AC não relatará os custos a tempo, o gerenciamento exercerá influência indevida ou distração, ou o tempo para configurar adequadamente os dados não estará disponível, fazendo com que a análise de valor agregado (EVA) seja um desperdício de tempo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível