Mais
×

Como diagnosticar cirrose hepática

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A cirrose hepática é o estágio final para várias doenças crônicas do fígado. A palavra “cirssose” vem do grego "kirrhos", que significa amarelo, referindo-se à cor do fígado doente, conforme visto na autópsia. A cirrose é um processo caracterizado por uma lenta fibrose das células normais do fígado em nódulos anormais. A correlação entre a condição do fígado e os sintomas, normalmente, é pobre. Aqui está como diagnosticar uma cirrose hepática.

Instruções

Como diagnosticar cirrose hepática (Thomas Northcut/Digital Vision/Getty Images)
  1. A cirrose apenas é detectada acidentalmente no estágio inicial da doença. Alguns pacientes costumam ser assintomáticos até que ela avance.

  2. Observe os sintomas que ocorrem quando o fígado começa a falhar e quando células saudáveis são substituídas pelo tecido de cicatrização. O paciente pode sentir dores abdominais, falta de ar, fadiga, perda de apetite, náusea, indisposição e perda de peso. Alguns pacientes também podem apresentar manchas no formato de uma teia de aranha de vasos sanguíneos na pele.

  3. Identifique os sintomas da cirrose em um exame físico. Normalmente, eles incluem hemorragia, equimose, edema, cálculos biliares, prurido e icterícia.

  4. Faça testes de laboratório para encontrar outros sinais de cirrose. Eles podem revelar uma maior sensibilidade à medicação, níveis altos de toxina no sangue e hipertensão da veia porta. Pacientes com cirrose também podem desenvolver diabetes do tipo 2 e câncer de fígado.

  5. Faça o diagnóstico na maioria dos casos baseado em exames médicos e em testes de laboratório. Uma biópsia do fígado pode ser feita para confirmá-lo, embora raramente isso seja necessário. A biópsia é examinada histologicamente por sinais de cicatrizes ou doenças.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article