Como evitar choque térmico em um sistema de aquecimento solar por drenagem reversa

Escrito por peter johnson | Traduzido por lucas calazans
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como evitar choque térmico em um sistema de aquecimento solar por drenagem reversa
Você pode ter um choque térmico no seu sistema de aquecimento solar de água caso o controlador de temperatura não esteja configurado da maneira correta (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Um sistema de aquecimento solar de drenagem reversa é projetado para permitir a circulação de água nos coletores solares a fim de escoar de volta para dentro de um pequeno tanque quando a bomba de circulação está desligada. Uma vez que esse tanque estiver no interior do edifício em um espaço quente, esse sistema de drenagem reversa impede que a água congele se a temperatura cair abaixo de 0º. A bomba é ligada automaticamente na parte da manhã, quando os painéis solares são aquecidos pelo sol. Se o sistema de controle não estiver funcionando corretamente, pode haver choque térmico quando a água fria do tanque de drenagem reversa é bombeada até um coletor solar muito quente.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Caneta
  • Caderno

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Encontre o controlador diferencial de temperatura (CDT) em seu sistema de aquecimento solar de água. É um pequeno aparelho com uma tela digital instalado próximo ao tanque de drenagem ou ao tanque de água aquecida. Veja como esse controlador funciona no início da manhã, quando ele muda para a bomba de circulação. Haverá um sensor de temperatura no reservatório de água aquecida e um outro sensor nas placas solares. O CDT compara essas temperaturas e liga a bomba quando as placas estiverem mais quentes do que a água no tanque. Se o CDT não estiver configurado corretamente, a bomba não será ligada até que o painel solar esteja muito mais quente do que a água do tanque. Nesse caso, a água pode ferver quando passar pelas placas ou quando começar a percorrer o caminho de volta a partir do topo das placas uma vez que a pressão no tubo estiver no seu ponto mais baixo. De qualquer maneira, você vai ouvir vários barulhos nos canos e nos painéis, já que o vapor tenta escapar para cima e para fora dos tubos.

  2. 2

    Verifique as leituras do CDT pela manhã, quando a bomba é ligada. Anote as temperaturas dos painéis solares e do tanque de água que aparecem no monitor. Perceba que, se você ouvir o ruído nas tubulações, isso é uma evidência de que está havendo choque térmico. A provável causa disso é que o CDT é pré-configurado, de modo que apenas liga a bomba quando os colectores solares já estão muito quentes. O controlador precisa ser ajustado para que a bomba comece a funcionar no início da manhã, quando os coletores não estão tão quentes.

  3. 3

    Consulte o manual de instruções do controlador. Ele explicará como ajustar o aparelho para que ligue a bomba quando a diferença de temperatura entre a água do tanque e os painéis solares for menor do que aquilo que está configurado. Ajuste-o e reduza a diferença em dois graus. Confira as leituras do CDT na manhã seguinte, quando a bomba for ligada, e observe se você continua a ouvir ruídos devido ao choque térmico. Monitore o sistema por alguns dias até que você tenha certeza de que o problema foi resolvido. Se não foi, reduza a diferença de temperatura para mais dois graus e continue a observar o funcionamento do sistema.

  4. 4

    Se o ruído devido ao choque térmico persistir, o problema pode ser que o sistema tenha sido superdimensionado e por isso a água no tanque principal está tão quente. O sistema pode também necessitar de uma válvula de alívio de pressão e de uma ventilação. Chame um técnico qualificado e peça uma avaliação detalhada do funcionamento do sistema.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível