Fatos sobre o besouro rinoceronte japonês

Escrito por hans fredrick | Traduzido por camila marques dos santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fatos sobre o besouro rinoceronte japonês
As crianças ficam curiosas com esse estranho rinoceronte (Baerbel Schmidt/Digital Vision/Getty Images)

O besouro rinoceronte japonês é um dos insetos com aparência mais diferente do planeta. O grande chifre em sua cabeça faz com que ele seja uma figura curiosa. As crianças muitas vezes ficam intrigadas com esse besouro de visual estranho e agressivo, o que o popularizou como animal de estimação na Ásia.

Outras pessoas estão lendo

Aparência

O besouro rinoceronte japonês recebe esse nome devido ao seu grande chifre. Ele possui uma casca marrom espessa e geralmente mede mais de 5 cm de comprimento. Seu chifre é composto de duas partes, sendo um chifre menor no topo da cabeça e um segundo chifre maior que sai da frente da cabeça, como um chifre de rinoceronte.

Alimentação

É importante conhecer a alimentação desses besouros, pois eles são muitas vezes mantidos como animais de estimação. Madeira podre é a comida predileta da maioria das espécies de besouros rinocerontes. Na natureza, eles constroem suas casas em florestas cheias de madeiras podres, mas em cativeiro eles precisam comer outros alimentos. Eles também gostam de frutas e líquidos que possuem açúcar.

Ciclo de vida

O besouro rinoceronte não é um animal que vive muito tempo. Uma das razões pela qual eles são criados em cativeiro e vendidos como animais de estimação é para que as crianças possam levá-los ainda jovens. Entretanto, algumas espécies mais velhas as vezes são encontradas na natureza. Essa espécie vive, em média, por cerca de um ano.

Comportamento

Embora sejam amados pelas crianças, esses besouros não são tão admirados por adultos em países em que eles se tornaram uma peste. Devido ao seu amor por açúcar e madeiras podre, eles podem ser um pouco perigosos para o jardim. Eles são ativos durante a noite e tendem a se mover para as áreas iluminadas nas horas escuras.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível