A história da linguagem de programação Prolog

Escrito por catlin tidwell | Traduzido por vinícius albuquerque
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O PROLOG (Lógica de Programação) é uma linguagem declarativa de programação computacional frequentemente usada na criação de aplicativos de inteligência artificial (AI). Linguagem declarativa é uma linguagem de programação que determina o que deve ser feito, em vez da forma como algo deve ser feito, como resultado de critérios específicos.

Outras pessoas estão lendo

Origem

O PROLOG foi criado entre 1971 e 1973 por Philippe Roussel e Alain Colmerauer como uma linguagem de desenvolvimento prático baseada na ideia de raciocínio automático dedutivo. Ela possibilitou a interpretação de fórmulas através de um modo em que uma conclusão lógica pudesse ser alcançada. Originalmente, ela foi pensada como uma forma de automatizar o processamento de linguagem natural, mas rapidamente alcançou usos em desenvolvimentos de aplicativos em geral também. Foi primeiramente utilizada para tomar decisões dedutivas, baseadas na inserção de palavras em Francês.

Implementação

Em 1983, David H. Warren criou uma arquitetura de máquinas chamada "máquina abstrata", que pode guiar os aplicativos em PROLOG. Chamada de "Máquina Abstrata de Warren" (WAM, sigla em inglês), ela se tornou o método de implementação patrão do PROLOG.

Influência

O PROLOG teve impacto sobre muitas coisas no campo da ciência da computação. Como a primeira linguagem de programação baseada em lógica, ele possibilitou melhorias nos bancos de dados relacionais para criar uma nova forma chamada de banco de dados dedutivo. Da década de 1980 para frente, esse avanço influenciou a formação de sistemas computacionais inteligentes, programação lógica restrita, programação lógica indutiva e a aprendizagem de máquinas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível