Interfaces de áudio: USB ou FireWire?

Escrito por jesse josefsson | Traduzido por francisco bernardes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Interfaces de áudio: USB ou FireWire?
FireWire ou USB: qual a melhor? (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Interfaces de áudio FireWire e USB possuem diferenças significativas, apesar de ambas serem capazes de prover uma qualidade de som excelente. Algumas dessas diferenças incluem velocidade, arquitetura e performance do disco rígido. De acordo com os resultados de vários testes em computador, a FireWire é comprovadamente mais veloz e eficiente do que a USB.

Outras pessoas estão lendo

História

A USB 1.0, que podia gerir até um máximo de 12 Mbps (megabits) de velocidade de transferência, foi lançada para o público no início de 1996. Mas só em 2000 foi criada a USB 2.0 que aumentou a velocidade de transferência para 14 Mbps. A tecnologia FireWire foi inicialmente criada em meados dos anos 80 pela companhia Apple Computer para transferência rápida de dados entre discos rígidos do Macintosh. Em 1995, a organização americana "Electrical and Electronics Engineers" (IEEE) lançou a primeira especificação oficial para a FireWire e mais tarde, em 1999, a Apple passou a incluir portas FireWire em seus computadores G3.

Velocidade

Quando se recebe informação de áudio através de uma fonte como uma guitarra ou um microfone para um computador, a taxa, ou velocidade, de transferência de dados é importante para tentar reduzir problemas de latência. Enquanto ambas as interfaces USB e FireWire possuem uma velocidade de transferência de dados relativamente alta, a Firewire é, na verdade, mais rápida na transferência sustentada (um termo que define a taxa média de entrega de pacotes de dados com sucesso). Um erro comum é pensar que pelo fato de a interface USB 2.0 possuir uma taxa de transferência de até 480 Mbps ela será certamente mais veloz do que um dispositivo FireWire, que possui 400 Mbps. A verdade é que a diferença de arquitetura do dispositivo FireWire tem um impacto significante na sua performance.

Arquitetura

A principal razão de as interfaces Firewire terem uma maior velocidade de transferência de dados é devido à sua arquitetura peer-to-peer. Este tipo de estrutura permite que periféricos inteligentes negociem os conflitos de portas, a fim de decidir qual dispositivo é mais adequado para supervisionar a transferência de dados. Em outras palavras, o computador não é forçado a tomar essas decisões, o que gera menos sobrecarga no sistema. Um dispositivo USB, no entanto, utiliza um sistema linear conhecido como uma arquitetura de mestre-escravo. Como o próprio nome indica, esta estrutura obriga o computador, ou mestre, a ditar para a interface de áudio, ou escravo, todas as funções arbitrais de, para e entre os periféricos conectados. Consequentemente, esta estrutura impede velocidades mais elevadas de transferência de dados, uma vez que as funções adicionais do computador impactam diretamente na velocidade de transferência de dados.

Performance

A fim de testar o quão bem ambas as interfaces de áudio USB e Firewire funcionam com discos rígidos, foram realizados teste de leitura e gravação pelo USB-ware.com onde o mesmo disco rígido está ligado a ambos os dispositivos, enquanto arquivos idênticos são transferidos, e a taxa de transferência de dados é medida. Os resultados demonstraram que em todos os casos, os dispositivos Firewire operam a velocidades mais elevadas do que USB. Em um teste de leitura de 160 arquivos (total de 650MB), a Firewire foi 70 por cento mais rápida do que a USB. Em um teste de gravação do mesmo tamanho de dados, a Firewire foi 48 por cento mais rápida.

Conselho de especialista

A maioria dos produtores/engenheiros de gravação preferem uma interface de áudio FireWire quando trabalham em um computador Apple. A razão para evitar os dispositivos USB é principalmente a necessidade de se ter a maior taxa de transferência de dados possível. Frequentemente os engenheiros gravam vozes, guitarras e baixo utilizando o Logic Pro ou Pro Tools através de uma interface de áudio, e latência zero é uma necessidade. Pode ser extremamente frustrante tentar gravar uma linha de voz quando a saída é atrasada em 1 milissegundo. Além disso, a maioria dos produtores e engenheiros baseia sua decisão em recomendações de colegas e revisões de compradores de várias interfaces USB e FireWire. Por conclusão, velocidade e qualidade de som normalmente são os fatores mais determinantes na decisão de qual dispositivo comprar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível