Como keyloggers de hardware funcionam?

Escrito por brent watkins | Traduzido por victor rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como keyloggers de hardware funcionam?
Descubra mais sobre keyloggers (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

O Processo

Um keylogger é um pequeno dispositivo anexado no caminho do sinal entre o teclado e o computador. Os modelos mais antigos tinham uma saída no estilo PS/2. Os mais recentes possuem uma porta USB macho e fêmea, para que o teclado se conecte ao keylogger e os plugues do mesmo no computador. Cada tecla digitada no teclado é gravada na memória flash desse dispositivo. A forma como os dados das teclas são recuperados depende do modelo específico, mas a maioria emprega o reconhecimento de um padrão de toque de tecla específica para lançar um menu no seu processador de texto ou editor de texto simples. Alguns modelos usam um software personalizado para acessar os dados e funções. Os modelos USB funcionam com qualquer plataforma de computação e sistema operacional.

Componentes físicos

Um keylogger é composto por um reservatório de plástico moldado que abriga uma pequena placa de circuito juntamente com um chip de memória flash. A quantidade de dados de teclas que ele pode armazenar depende do tamanho do chip. A placa de circuito conecta-se à entrada e saída de dados.

Funções

Da mesma forma que o circuito pode receber e armazenar batidas de tecla, pode também transmitir teclas simuladas. Esta função é usada para exibir informações usando um processador ou editor de texto. Esta informação é formatada como um menu usado para comunicar que irá executar comandos de teclas indicando os comandos disponíveis para inicializar (apagar) a memória flash, baixar as teclas registradas ou alterar a senha de acesso. Caso a memória flash fique cheia, os keyloggers são programados para simplesmente substituir a memória mais antiga registrada com novos dados, com isso a atividade mais recente é mantida.

Discrição

A vantagem central de um hardware keylogger é a sua discrição. Teclados de trabalho normalmente se ligam na parte de trás dos computadores. Como resultado, o keylogger é raramente notado, por não ter nenhuma interação com a memória do computador ou unidade de processamento central (CPU) é indetectável por qualquer software instalado no computador hospedeiro. Como a trajetória do sinal é pequena e o circuito é relativamente simples, não há qualquer atraso perceptível causado pela sua presença entre o teclado e o computador.

Limitações

Pelo projeto, o keylogger deve ficar entre o teclado e o computador, portanto keyloggers de hardware não funcionarão com um notebook, a menos que usado com um teclado externo, eliminando a vantagem furtiva. Os modelos mais antigos usam uma interface estilo PS/2 que não vai funcionar com os computadores Mac da Apple que usam interfaces USB.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível