Leucemia linfoide aguda em cães

Escrito por darin mcgilvra | Traduzido por alexandre amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Leucemia linfoide aguda em cães
Leucemia linfoide aguda é uma séria doença sanguínea (Visage/Stockbyte/Getty Images)

Leucemia linfoide aguda (ALL) é uma séria doença sanguínea. É um tipo de câncer que exige um tratamento quimioterápico agressivo. É similar à Leucemia linfoide cronica (CLL), mas a versão aguda se espalha rapidamente e matará um cão mais cedo.

Outras pessoas estão lendo

Fatos

A leucemia consiste em qualquer doença que provoque a produção demasiada de células sanguíneas brancas. A medula óssea produz tantas delas que se torna impossível de produzir mais dos outros tipos, também necessários, de célula. No caso da ALL, essas células se originam no tecido linfático (gânglios linfáticos, baço e medula óssea) e são malignos. Como elas estão no sangue, elas se infiltram em todos os órgãos do corpo.

Sintomas

Os sintomas da ALL incluem um início de febre, apatia, falta de apetite, perda de peso e diarreia. Ela ainda pode causar um inchaço nos órgãos por causa da infusão das células cancerosas. O órgão com mais tendência a inchar é o baço. Os gânglios linfáticos também podem inchar, mas normalmente é um inchaço menor.

Tratamento

O único tratamento cuja eficácia é conhecida é a quimioterapia. Mesmo que drogas quimioterápicas agressivas sejam usadas, mais ou menos 30% dos cães alcançam a remissão. Os que não passam pelo tratamento costumam morrer em questão de semanas. Outros tratamentos que são usados no combate aos efeitos da doença incluem transfusões de sangue, o que ajuda com a anemia que se instala; antibióticos, que fortalecem um sistema imunológico enfraquecido; e terapia de fluidos intravenosa, que evita a desidratação do animal e mantém o equilíbrio dos níveis eletrolíticos no sangue.

Diagnóstico

Um diagnóstico apropriado é importante para que o tratamento correto possa ser ministrado o mais cedo possível, para dar ao cão a melhor chance de alcançar a remissão. Se ele exibir os sintomas da ALL, é necessário realizar um exame de sangue para obter uma contagem de células brancas. O sangue normal costuma ter menos de 3.500 células brancas por microlitro. Se a contagem passar de 20.000, isso quer dizer ALL ou CLL. Um teste mais definitivo para leucemia linfoide envolve a extração de algumas células da medula para procurar células cancerosas. Caso existirem, então elas precisam ser examinadas para determinar se se trata de ALL ou CLL.

Causas e prevenção

Não existem casos confirmados de ALL, então não há como evitá-lo. Sabe-se que a exposição à radiação e o benzeno causa a doença em humanos, então é provável que faça o mesmo com os cães, mas isso não foi confirmado. Alguns vírus são conhecidos por causar leucemia e outros tipos de cânceres linfoides em gatos, pássaros e gado, mas não foi descoberto nenhum "vírus da leucemia" para cães. Pastores alemães e outras raças grandes de cães são mais predispostos a contrair esse tipo de enfermidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível