Mais
×

Como medir a cor com um espectrofotômetro

Atualizado em 17 abril, 2017

Um espectrofotômetro, também chamado de fotoespectrômetro, é um dispositivo que mede a intensidade da luz em diferentes partes do espectro. O primeiro uso comercial de um espectrofotômetro para medir a cor foi na indústria de tintas, onde era útil para combinar cores para a pintura de retoque, como pode ser feito em trabalhos automotivos. No final da década de 80, impressoras comerciais começaram a usar espectrofotômetros para medir a cor e ajudar na combinação de cores, principalmente em novas tiragens de uma publicação existente. Outras indústrias que usam espectrofotômetros incluem a indústria têxtil e a indústria farmacêutica.

Instruções

O uso de um espectrofotômetro pode ajudar a determinar a saturação de cor apropriada em pinturas, corantes e tintas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  1. Selecione a abertura em seu espectrofotômetro para a maior definição possível para a amostra que deseja medir. Quanto maior o tamanho da amostra que você for capaz de medir, mais precisa será a leitura. Certifique-se de que o seu ajuste de abertura não seja tão grande que possa incluir áreas com cores diferentes da que você deseja medir.

  2. Use uma porta de brilho especular se a cor que você deseja medir tiver uma superfície brilhante como uma página de revista ou a superfície de uma pintura brilhante. Em alguns espectrofotômetros, o dispositivo exclui automaticamente a refletância brilhante, mas, se o seu dispositivo não oferece esse recurso, será preciso ajustar o espectrofotômetro manualmente.

  3. Execute um teste de diagnóstico em seu espectrofotômetro. Uma calibração com uma cartolina branca deve ser realizada diariamente. Outros testes de diagnóstico devem ser executados semanalmente.

  4. Gire o objeto que você deseja medir para tomar quatro ou mais leituras separadas. As múltiplas leituras vão ajudar a descartar eventuais irregularidades e fornecem uma leitura mais precisa.

  5. Ache e anote a média dessas leituras diferentes. Você deve criar uma técnica de amostragem que especifique o número de leituras que vai tomar cada vez que fizer uma leitura e, quando elas forem calculadas e reavaliadas, devem ter uma diferença inferior a 0,15 unidades de DE.

Dicas

  • Cada espectrofotômetro funciona um pouco diferente. Se possível, consulte o manual de instruções do seu dispositivo para garantir que você o esteja utilizando corretamente.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article