Mais
×

As melhores cores de iscas para robalo

Atualizado em 20 julho, 2017

Quando os pescadores entram em uma loja de pesca, eles são bombardeados com milhares de iscas de inúmeras cores. A seleção das cores pode ser difícil, mas não precisa ser. As cores que os pescadores escolhem dependem muito da clareza da água, e nas quais eles tem confiança.

Escolha a isca certa para a pesca de robalo (Tom Brakefield/Stockbyte/Getty Images)

Água cristalina

Os robalos em águas limpas podem ver as iscas por um tempo longo, então é mais provável que elas reconheçam que são falsas. Para impedir isso, use iscas de cores naturais, como verde e marrom. Iscas de cores translúcidas também são efetivas nesse tipo de água, já que são pintadas especificamente para parecerem com alguns peixes.

Água suja

Os robalos em água suja dependem primariamente das suas linhas laterais para encontrar comida. Eles usam um pouco da visão também, apesar de só conseguirem ver a silhueta da isca. Por isso, cores chamativas e escuras -- incluindo preto, roxo e verde-limão -- são as melhores para água suja. As iscas com listras de tigre também são populares entre os pescadores que pescam em água suja.

Água manchada

Esse é o tipo de água que está entre a suja e a limpa. Siga o mesmo padrão quando for escolher uma isca para água manchada. Os tons mais escuros de verde e marrom são eficientes, assim como cor de óleo e melancia. Azul e preto formam uma ótima combinação para esse tipo de água.

As profundezas

Pescadores que pescam em águas com profundidades maiores que 6 metros não precisam se preocupar com a cor. Porque nessa profundidade eles não conseguem diferenciar as cores.

Confiança

A confiança que você tem na cor da isca tem um impacto na pesca. Alguns pescadores, por exemplo, só usam minhocas de plástico pretas -- em qualquer tipo de água -- e tem sucesso. Outros pescadores de robalo confiam em minhocas com bolinhas coloridas. Então se você confia em uma cor, é uma boa ideia ser fiel a ela.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article