Prognóstico para a mielofibrose idiopática crônica

Escrito por ladonna dennis | Traduzido por fernanda lemi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A mielofibrose idiopática crônica é uma doença da medula óssea, que é composta por plaquetas, glóbulos vermelhos e brancos, além de tecido fibroso. Essa doença força o desenvolvimento de células tronco da medula em glóbulos vermelhos imaturos (blastos). O prognóstico da mielofibrose idiopática crônica é individual. Uma vez que uma pessoa tenha sido diagnosticada com essa doença, sua expectativa de vida pode variar de três a 10 anos e, em alguns casos, ainda mais, dependendo do seu estado de saúde geral.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Geralmente, a mielofibrose idiopática crônica é assintomática, ou seja, não apresenta sintomas. Contudo, quando eles surgem, podem incluir contusões ou sangramentos, dor nos ossos, infecções crônicas, aumento no tamanho do fígado e pele pálida.

Diagnóstico

O diagnóstico da mielofibrose idiopática crônica geralmente é determinado através de uma bateria de exames, que podem incluir um teste físico, exames de sangue, de imagens (ressonância) e da medula óssea.

Complicações

Conforme o quadro da doença piora, poderão surgir complicações como gota, inflamação do tecido sanguíneo, infecções crônicas e leucemia aguda.

Tratamento

O tratamento típico da mielofibrose idiopática crônica poderá incluir uma transfusão sanguínea, esplenectomia (remoção do baço), radioterapia ou quimioterapia.

Prognóstico

A mielofibrose idiopática crônica geralmente desenvolve-se gradualmente. Contudo, pode se acelerar em algumas pessoas. Segundo Merck, "pessoas com essa doença podem viver por 10 anos ou mais".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível