O que são queimaduras de concreto em cães?

Escrito por tracey sandilands Google | Traduzido por alice matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que são queimaduras de concreto em cães?
O contato com superfícies duras dá aos cães manchas na pele conhecidas como "queimadura de concreto" (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As manchas chamadas de "queimaduras de concreto" sobre cotovelos e outros pontos de pressão do corpo de um cão geralmente são calos causados ​​por deitarem-se sobre uma superfície dura, áspera, como concreto ou asfalto. A ideia de que elas são queimaduras reais é imprecisa e esse equívoco é, muitas vezes, a razão de usar um tratamento errado. Os calos são áreas redondas ou ovais, sem pelo, com pele áspera, espessa e que pode conter fluido.

Outras pessoas estão lendo

Queimaduras de concreto reais

Para obter uma queimadura real de concreto seu cão teria que andar sobre ele ainda quente. Superfícies de concreto aquecem sob o sol quase tanto quanto o pavimento, e isso pode prejudicar seu cão se ele andar por elas por um longo período sem proteção nas patas. Concreto recém-aplicado fornece uma certa quantidade de calor enquanto endurece, mas não o suficiente para causar uma queimadura. Pó de cimento ou cimento molhado contém substâncias químicas que podem queimar ou irritar a pele, mas nenhum deles resulta em manchas ásperas como as que vemos em cachorros.

Causas das calosidades

Os calos são causados ​​pela pressão ou atrito repetido contra uma superfície dura e áspera. Cães grandes e pesados as desenvolvem com mais frequência em relação a cães de pequeno porte, em parte porque seu peso contra a superfície é maior e em parte porque eles passam mais tempo deitados. Os calos se desenvolvem ao longo dos cotovelos, jarretes e outras áreas ósseas e, ocasionalmente, em outros locais que entram em contato regular com o solo.

Tratamento para as calosidades

Os calos podem ser tratados massageando-os com creme para hidratar e suavizar a pele. Use um creme à base de água, óleo de vitamina E ou vaselina, que não sejam tóxicos para cães, caso ele venha a lamber ou ingerir o produto.

Calos ocasionalmente infeccionam ou acumulam líquido. A infecção é normalmente o resultado do fracionamento da pele e o crescimento de bactérias na ferida. Um aspecto esponjoso indica um higroma cheio de fluido, que pode precisar ser drenado ou estar infectado. Se isso acontecer, limpe a área e aplique uma pomada antisséptica como Betadine. Se necessário, coloque um colar elizabetano, que é um grande círculo de papelão rígido ou plástico em volta do pescoço do cão que o impede de lamber as áreas afetadas. Se a infecção não cicatrizar rapidamente, leve-o ao veterinário, pois ele pode precisar de antibióticos. Adicione alguns cobertores à cama do cão até que a área se cure.

Prevenção de calosidades

Calos e higromas podem ser evitados garantindo ao cão uma cama macia. Espuma de borracha ortopédica, uma almofada ou um cobertor dobrado com, pelo menos, 7 cm de espessura, contribui para evitar que o problema se desenvolva. Para cães que preferem dormir em uma superfície mais fria, grama ou areia são mais suaves do que um piso duro. Trate as calosidades no início com creme ou loção de amolecimento logo que eles aparecerem, mas tenha em mente que uma pele macia pode ser ainda mais vulnerável ​​a superfícies duras e ásperas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível