Sintomas de congestão no peito

Escrito por maryl jones | Traduzido por monique monteiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas de congestão no peito
Sintomas de congestão no peito (http://www.flickr.com/photos/timsnell/2347749472)

Os sintomas de congestão no peito podem ocorrer em qualquer idade. Estes sintomas, embora muitas vezes leves e insignificantes, podem ser fatais. Acompanhe de perto qualquer doença de pessoas muito jovens, idosas e com problemas crônicos de saúde ou um sistema imunológico comprometido. Use informações precisas para separar sintomas pequenos dos pulmões ou cavidade torácica daqueles que apresentam risco de vida. Por exemplo, a tosse de um resfriado comum geralmente passa em uma ou duas semanas. Durante um ataque de asma súbito ou grave, a ação imediata pode salvar uma vida (ver referência 1).

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Os sintomas de congestão no peito incluem tosse, falta de ar, sensação de aperto ou outro desconforto no peito, hemoptise (tosse com sangue) e chiado ou outros sons anormais de respiração. Qualquer um destes sintomas pode ocorrer isoladamente ou em conjunto. A tosse pode ser produtiva (ou seja, catarro ou muco pode aparecer) ou a improdutiva (seca). O relato preciso dos sintomas de congestão no peito é essencial para o médico.

Causas

As causas dos sintomas da congestão no peito vão desde o resfriado comum à doenças que são mais graves. Gripe ou resfriado, asma, alergia, bronquite, laringite, fibrose cística, enfisema, tosse convulsa (coqueluche), pneumonia, tuberculose, insuficiência cardíaca congestiva, doença do refluxo gastresofágico, mau funcionamento da válvula de coração, edema pulmonar e, de acordo com o Instituto do Câncer na Universidade de Nova York, o câncer de pulmão (ver referência 2) são algumas das condições que podem causar sintomas de congestão no peito.

Significado

Vá imediatamente para um pronto-socorro ou ligue para o 102 se sentir qualquer sintoma que ameaça a via aérea. Aperto na garganta ou no peito com inchaço dos lábios ou língua pode ser uma reação alérgica grave. Falta de ar ou tosse constante com incapacidade de falar são exemplos de sintomas de congestão do peito que requerem atenção imediata. Lábios, língua ou unhas azuis sugerem baixos níveis de oxigênio e, por isso, você deve procurar atendimento de urgência. Busque uma avaliação médica para os sintomas de resfriado graves ou que duram mais de uma semana; os sintomas da gripe graves que ou duram mais de quatro dias, hemoptise, calafrios, erupções cutâneas ou rigidez do pescoço com sintomas de congestão no peito. Para qualquer temperatura elevada, superior a 37,7 graus Celsius que dure mais de três dias, ligue para o seu médico. De acordo com o Medline Plus, do National Institutes of Health (ver referência 3), contate o seu médico imediatamente se tiver uma febre de 40,5 graus Celsius ou mais. Consulte o seu pediatra para orientações sobre a febre em lactentes e crianças pequenas.

Tratamentos

O tratamento depende do sintoma de congestão no peito e sua causa. Os médicos usam diferentes ferramentas de diagnóstico para esta determinação. O histórico completo do paciente, exame físico, exames laboratoriais de sangue ou outros fluidos corporais, radiografia de tórax, biópsia e testes de função pulmonar são apenas algumas dessas ferramentas. O tratamento dos sintomas de congestão no peito pode incluir líquidos em quantidade, paracetamol ou ibuprofeno, broncodilatadores, corticoides, antibióticos, expectorantes, antitussígenos, oxigênio suplementar ou outros. Use todos os medicamentos como indicado, de venda livre e de prescrição. Não tome aspirina para os sintomas da gripe. Pare de fumar e fique longe do fumo passivo. Sucesso no uso de medicamentos ou tratamentos requer seguir as instruções com cuidado. Faça perguntas, ouça com atenção e solicite as demonstrações de uso, caso seja necessário.

Prevenção

Conheça os sintomas potencialmente graves de congestão no peito para doenças crônicas de membros da família. Para evitar ou tornar menos prejudiciais as causas dos sintomas, faça o repouso adequado, coma uma dieta adequada, se exercite, lave as mãos com frequência e as mantenha longe do rosto. Boa prevenção com medicamentos requer também reduzir os níveis de estresse, evitar a pessoas infectadas ou doentes e fazer exames médicos regulares. Use medicamentos prescritos de manutenção corretamente. Pare de fumar ou não comece.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível