Técnicas de pintura fluida com tinta acrílica

Escrito por bill brown | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas de pintura fluida com tinta acrílica
Nem só com pinceladas se faz um belo quadro. Conheça algumas técnicas diferentes (paint brushes image by Horticulture from Fotolia.com)

Fabricantes de tinta acrílica desenvolveram uma vasta gama de produtos compatíveis que funcionam bem tanto para técnicas tradicionais quanto experimentais. Você pode produzir glazes finos como faziam os antigos mestres da pintura ou testar novas aplicações e técnicas para estilos abstratos e outros. Já que os diversos gels, médiuns, aditivos e outras substâncias podem ser misturados entre si, e já que são solúveis em água, uma gama quase infinita de possibilidades está disponível.

Outras pessoas estão lendo

Técnica de veladura

A técnica de veladura é muito antiga para criar cores que parecem jóias e efeitos atmosféricos convincentes usando camadas finas de aplicações translúcidas de tinta. A veladura cria uma riqueza que não está disponível para a tinta opaca, porque permite que o fundo branco ou a pintura que está por baixo brilhe através da tinta translúcida. Dilua alguma tinta com água e, de preferência, um pouco de médium. O médium gloss funciona bem para isso e irá acrescentar brilho à pintura. Você pode acrescentar a tinta camada a camada, deixando cada camada secar ou colocando tinta ligeiramente mais opaca e removendo-a com um pano.

Despejando tinta

Despeje a tinta diretamente na tela para conseguir uma dispersão uniforme dela. Use ou um fluido pré-formulado de tinta acrílica ou crie sua própria mistura de tinta acrílica com médium e água. Ajuste a opacidade e viscosidade adicionando mais tinta ou médium se necessário. Posicione a tela horizontalmente numa mesa ou no chão. Despeje a tinta diretamente na tela e manipule a tinta erguendo as bordas da tela para direcionar o fluxo. Isso lhe dará uma camada mais uniforme do que espalhá-la com pincel, o que pode deixar marcas de pincel e áreas mais claras. Experimente dinâmicas de fluido interessantes despejando duas ou mais cores em diferentes áreas da tela, e deixando que fluam umas para as outras. Você verá curvas e formas espiraladas complexas se formando e elas não poderiam ser duplicadas com pincel.

Pingando tinta

Pingar tinta já existia muito antes de Jackson Pollock. Misture um pouco de tinta com médium ou água. Você pode usar um gel de alcatrão para dar à pintura uma aparência texturizada. Faça alguns buracos numa lata de tinta e pingue a tinta numa pintura que esteja na horizontal. Mergulhe o pincel na tinta líquida e pingue, ou jogue tinta na tela. Despeje a tinta direto de um frasco num fluxo constante para criar fluxos mais longos de tinta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível