Temas para um projeto sobre figuras de linguagem

Escrito por rebecca romero | Traduzido por bruno robson ribeiro dos santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Temas para um projeto sobre figuras de linguagem
"Você é a maçã dos meus olhos" é um exemplo comum de figura de linguagem (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Se a variedade é o segredo da vida, então figuras de linguagem são o segredo da linguagem. Essas figuras, como metáfora, símile, aliteração e ironia, são formas de alterar, organizar ou omitir sons e palavras. Elas interferem tanto em nossa língua que podem dar ao idioma um novo significado. Escritores clássicos e pensadores renascentistas tiveram um interesse particular em nomear e definir todas as figuras de linguagem, e nos currículos dos ensinos secundários eles exigem que o aluno estude e identifique as mais comuns, pois existem mais de cem figuras de linguagem. Você deve estreitar seu foco nas principais. Antes de iniciar um projeto sobre o tema, lembre-se de só incluir exemplos de uma figura de linguagem em particular.

Outras pessoas estão lendo

Cinco conhecidos/cinco desconhecidos

Figuras de linguagem vão do obscuro e antiquado, com figuras como anáfora ou epístrofe, às utilizadas na fala cotidiana, como hipérbole ou símile. Portanto, organize seu projeto para que você possa incorporar cinco figuras de linguagem conhecidas e cinco relativamente desconhecidas. Isso demonstrará seu amplo conhecimento do assunto. A parte mais importante de se organizar os cinco conhecidos/cinco desconhecidos é ver qual o grau de conhecimento do seu público sobre o assunto. Por exemplo, se você vai apresentar seu projeto de ensino médio na aula de português, então pode incluir aliteração, assonância, personificação e onomatopeia na lista de figuras bem conhecidas das figuras de linguagem, enquanto exemplos mais avançados, tais como epigrama, alusão, antítese e metonímia, se encaixariam nos desconhecidos. Por outro lado, um professor de colégio precisa se aprofundar no assunto a fim de encontrar exemplos mais relevantes para, assim, conseguir receber projetos mais aprofundados.

Tipos de ironia

A ironia é uma das figuras de linguagem mais conhecidas. Ela é tradicionalmente dividida em três tipos distintos e todas servem para um projeto de escola organizado e focado. O primeiro tipo, a ironia de situação, ocorre quando o que era esperado que acontecesse não acontece: quando você fica acordado a noite toda fazendo um trabalho para o colégio e, quando chega o dia seguinte, descobre que o trabalho é para semana que vem. O segundo tipo é a ironia verbal. É a diferença entre o que uma pessoa diz e o que ela quer dizer, por exemplo: quando alguém está sob uma chuva pesada e comenta que o clima está "um pouco úmido". O terceiro tipo, a ironia dramática, aparece com bastante frequência em peças teatrais, livros, televisão e filmes. Ela ocorre quando o público sabe de alguma informação que um ou mais personagens da obra não saiba. Um dos exemplos mais famosos se encontra em "Otelo", peça de Shakespeare, em que o público sabe que Iago é um vilão calculista, mas a maioria dos outros personagens desconhece esse lado dele. Em seu projeto, você deve aprofundar-se nos três tipos de ironia e discutir as variações comuns que existem entre elas, como a diferença entre a ironia verbal e o sarcasmo. Bons exemplos de ironia podem ser localizados em qualquer soneto do Shakespeare e em comédias contemporâneas como Seinfeld e The Office.

Os blocos de construção da poesia

Por definição, figuras de linguagem são variações no uso da linguagem padrão. Poesia, que depende fortemente da linguagem figurada, é também uma variação da prosa comum. Por exemplo, em vez de simplesmente dizer: "Essa mulher é linda", o poeta romântico Lord Byron escreveu: "Ela anda em beleza, como a noite / De climas sem nuvens e céus estrelados". Em dois versos, Byron usa encadeamento, aliteração e símile para descrever uma simples avaliação da beleza de uma mulher, fazendo, assim, uma descrição de qualidade celestial. Para o projeto, escolha um poema, um grupo de poemas ou uma música e realize uma análise de linguagem figurada. Leia o poema várias vezes e, em seguida, use uma caneta ou marcador para sublinhar e identificar todos os exemplos de figuras de linguagem que você puder encontrar. Em seguida, identifique as formas pelas quais essas figuras de linguagem contribuem para o sentido geral do poema. Você pode escolher qualquer poema ou canção para o projeto, desde Shakespeare e Shel Silverstein até The White Stripes.

Figuras de linguagem e retórica política

A retórica política se refere à arte de usar as palavras para se comunicar eficazmente de acordo com uma agenda política para um público específico. Os políticos ao longo da história têm contado com inúmeras figuras de linguagem para aprimorar suas retóricas. De candidatos "na campanha eleitoral" para alguém que teve uma vitória "esmagadora", até mesmo a maneira como pensamos sobre a política está enquadrada no figurativo, geralmente em metáforas. Para esse projeto, você precisa pesquisar vários trabalhos de retórica política com figuras de linguagem e, em seguida, tentar descobrir como essas figuras de linguagem acrescentam significado ao que está sendo dito. Por exemplo, escolha dois discursos sobre um único tema (como a saúde ou a presença militar dos EUA no exterior) escritos por duas figuras políticas opostas. Que tipo de linguagem figurada eles usam para falar sobre o assunto? Que figuras de linguagem eles utilizam para falar sobre a oposição? Outra ideia seria incluir uma figura política de destaque, como o presidente ou um senador popular, e analisar a linguagem figurada usada por diferentes meios de comunicação para falar dessas pessoas. Pergunte-se como as figuras de linguagem utilizadas podem criar simpatia ou desprezo por um político.

Temas para um projeto sobre figuras de linguagem
Políticos são mestres na linguagem figurada (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível