A terceira lei do movimento de Newton como um projeto de ciências

Escrito por laurel brown | Traduzido por josé fabián
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A terceira lei do movimento de Newton como um projeto de ciências
A terceira lei de Newton pode ser demonstrada com experimentos simples (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

A forma mais simples de compreender a terceira lei do movimento de Newton é saber que, para toda ação, há sempre uma reação oposta e de igual intensidade. Desde que a lei foi apresentada por Isaac Newton, em 1687, tem sido uma pedra angular da física, mostrando os resultados esperados quando se aplica uma força a um objeto em movimento. Há vários projetos de ciências baseados nesta importante lei científica.

Outras pessoas estão lendo

Introdução à terceira lei do movimento

A terceira lei do movimento de Newton se relaciona com as forças e seu efeito nas massas onde são aplicadas. Toda massa que entra em contato com outra, seja em forma direta (tocando-a) ou indireta (como resultado de uma força como o magnetismo ou a gravidade) deve afetar as duas.

A parte da reação oposta e de igual intensidade indica que as forças causadas pelos objetos que interagem são iguais em magnitude, mas opostas em direção. Newton, na sua primeira lei do movimento, definiu a força como o produto da massa e a aceleração (F = ma). Uma força aplicada a uma massa grande causará um movimento pequeno, mas a mesma força aplicada a uma massa pequena criará um movimento grande.

Na sua forma mais simples, a terceira lei do movimento se refere a dois objetos em contato físico direto. No entanto, pode haver qualquer quantidade de massas interagindo sob esta lei. Nestes casos, é preciso uma análise mais complexa.

Experimento do Cabo de guerra

O experimento mais básico que você pode fazer para testar a terceira lei do movimento é uma variação do jogo do cabo de guerra. Peça a duas pessoas que fiquem em pé numa ponta da corda que segurarão com as mãos. Quando uma pessoa puxar a corda, a outra pessoa será empurrada nessa direção. Se ambas pessoas puxarem a corda ao mesmo tempo, ambos irão sentir uma força vindo da direção oposta à qual puxaram. Se as duas pessoas têm pesos significativamente diferentes, você pode mostrar como uma pequena quantidade de força da pessoa maior causa um movimento grande na pessoa menor.

Experimento das bolas rolantes

Você pode fazer outro experimento simples usando um conjunto de bolas. Você deve ter ao menos duas bolas do mesmo tamanho e massa, além de outras bolas de tamanhos e massas variáveis. Role as bolas uma até a outra por uma superfície plana. Quando elas entrarem em colisão, observe os resultados. Se duas bolas tiverem a mesma massa e viajarem à mesma velocidade, inverterão o sentido do movimento após o impacto. Varie a velocidade das bolas para produzir efeitos diferentes de bolas idênticas. Teste o impacto das bolas em massas diferentes também. Após o impacto, as bolas com maior massa se moverão menos que as que têm menos massa. No entanto, elas continuarão seguindo a lei de Newton e se moverão em direções opostas com a mesma força total.

Experimento do trem foguete

Uma última atividade para demonstrar a terceira lei do movimento de Newton é simular um foguete. Você pode criar seu próprio "foguete" usando um pequeno vagão e um extintor de incêndio. Coloque o piloto do foguete no vagão segurando o extintor. Aponte com o extintor no ar por trás do vagão e puxe o gatilho. A liberação rápida de gás e espuma do extintor fará com que a massa do vagão se mova na direção oposta. Atue com cuidado ao fazer este experimento e certifique-se de que não há obstáculos para o vagão ou o extintor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível