Como tornar a biologia celular divertida e interessante

Escrito por stacy zeiger Google | Traduzido por geissy de assis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tornar a biologia celular divertida e interessante
Lâminas de células são apenas um componente de um currículo de biologia celular envolvente (Comstock/Comstock/Getty Images)

Os professores de ciências podem achar as células – as menores unidades de vida – fascinantes. No entanto, os alunos podem precisar de algum convencimento de suas propriedades importantes e surpreendentes. Começando no ensino fundamental, os professores podem proporcionar aos alunos oportunidades de se engajarem para construir seu conhecimento sobre o assunto, de modo que, até o final do ensino médio, eles tenham uma forte compreensão da importância das células nas plantas e na vida humana.

Outras pessoas estão lendo

Ensino fundamental 1

De acordo com o Benchmarks for Science Literacy, até o final do quinto ano, os estudantes do ensino fundamental devem reconhecer que os organismos vivos podem ser compostos de uma única célula ou de várias, e que os microscópios nos ajudam a vê-las. Os professores podem permitir que alunos examinem o material vegetal que encontram do lado de fora através de um microscópio e, em seguida, tirar suas próprias representações gráficas das células que veem. Os livros ilustrados sobre as células podem ajudar os alunos a ligar o material aprendido em sala de aula com fotos e histórias. Os estudantes neste nível podem desfrutar de "The Basics of Cell Life with Max Axiom, Super Scientist", de Amber J. Keyser e os livros da série "Enjoy Your Cells", por Frances Balkwill.

Ensino fundamental 2

No ensino fundamental 2, os alunos aprendem sobre os diferentes tipos de células que compõem as plantas e os animais. Eles também discutem as diferentes funções das partes de uma célula. Ajudá-los a compreender esses conceitos exige uma série de atividades "mão na massa". Os professores podem proporcionar aos alunos a oportunidade de fazer modelos de células específicas – utilizando materiais artesanais comestíveis ou básicos – e rotular todas as suas partes. Eles também desfrutarão de atividades criativas em que devem atuar como uma parte específica da célula ou criar metáforas para ajudar a descrever suas partes.

1º e 2º ano

No 1º e 2º ano, os alunos começam a aprender mais informações aprofundadas sobre as células e suas funções. Informações acadêmicas descobertas por conta própria muitas vezes são mais interessante para eles, por isso os professores podem atribuir aos estudantes projetos em que eles devem pesquisar diferentes tipos de células ou doenças que as envolvam, tais como anemia falciforme ou vários tipos de câncer. Em vez de usar um formulário de relatório tradicional, os professores podem deixar os alunos exibirem suas pesquisas de várias formas, incluindo vídeos, apresentações e cartazes. Os estudantes também podem participar de debates de classe, desenvolvendo apresentações persuasivas relacionadas a questões políticas, como a pesquisa com células-tronco.

3º ano

No 3º ano, os alunos podem estudar os elementos mais complexos da biologia celular, tais como os elementos químicos das células e o que faz com que elas funcionem de forma diferente. Recursos na Internet, como o CELLS Alive! – que oferece apresentações interativas para mostrar aos alunos os diferentes tipos de células e processos celulares únicos –, podem ajudar os alunos a visualizar algumas das divisões e funções celulares mais complexas. A realização de pesquisas relacionadas às células pode ajudá-los a fixar os conceitos complexos de cenários da vida real, tais como pesquisa de causas específicas de câncer ou eventos atuais relacionados à biologia celular e à pesquisa contemporânea.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível