Tratamento do glaucoma agudo com midriáticos e mióticos

Escrito por k.t. parker | Traduzido por deivid assis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento do glaucoma agudo com midriáticos e mióticos
Saiba como cuidar bem de seus olhos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

O glaucoma é uma doença que provoca aumento da pressão intraocular (PIO) e pode levar à cegueira permanente. Pode ocorrer repentinamente e se resolve com o tratamento (agudo), ou torna-se crônico e exige cuidados pelo resto da vida. Os mióticos provocam contrações do esfíncter da íris e do músculo ciliar reduzindo a pressão ocular, drenando mais rapidamente o fluido do interior dos olhos. Os midriáticos dilatam a pupila e causam um efeito similar.

Outras pessoas estão lendo

Benefícios

Os colírios midriáticos ou mióticos podem inibir a perda de campo visual e o lento dano ao nervo óptico, retardando a necessidade de cirurgia.

Tipos de medicamentos

Existem diferentes tipos de medicamentos mióticos, incluindo pilocarpina, carbacol e fisostigmina. A pilocarpina é a que possui menos efeitos colaterais e é geralmente a primeira a ser prescrita. Se não for eficaz, os oftalmologistas geralmente indicam o carbacol, que tem efeitos colaterais semelhantes aos da pilocarpina, mas exige um agente umidificante adicional para sua aplicação. A fisostigmina é a última opção devido ao seu alto potencial de efeitos adversos e inadequação para o uso a longo prazo. O ciclopentolato/fenilefrina (Cyclomydril) é o midriático mais comumente prescrito.

Efeitos colaterais

Os agentes mióticos geralmente causam redução na acuidade visual noturna, escurecimento da visão, irritação e vermelhidão. Os midriáticos provocam fotossensibilidade e dores de cabeça, além de inibir a focalização visual durante várias horas após sua aplicação.

Combinações

Quando colírios mióticos são combinados com epinefrina ou timolol, os níveis da PIO diminuem mais rapidamente. Os oftalmologistas raramente prescrevem dois agentes mióticos associados por causa do aumento de risco de efeitos colaterais e desenvolvimento de tolerância mais rápida aos benefícios.

Aviso

Os medicamentos midriáticos e mióticos não devem ser usados ​​em associação, porque possuem efeitos opostos e inibiriam os benefícios um do outro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível