×
Loading ...

A diferença entre eventos dependentes e independentes

Em estatística, um evento é uma variável dentro de uma probabilidade. Quando um estaticista tenta determinar a probabilidade de algo acontecer, ele está tentando ver como dois eventos influenciam um ao outro. Eles diferenciam os eventos em dois tipos: independentes e dependentes. O estaticista deve provar que um evento é independente ou dependente em uma variável.

Saber como jogar um dado pode ser uma variável independente ou dependente (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Exemplos de eventos independentes

De acordo com a Faculdade de Educação da Universidade da Georgia, um evento independente é quando as duas variáveis ​​na probabilidade não influenciam uma a outra de forma alguma. Por exemplo, se uma pessoa joga dados duas vezes seguidas, o resultado não é pré-determinado pelo número de rolagens. Outro exemplo é uma pessoa destra jogando os dados. O simples fato de uma pessoa ser destra não influencia o resultado dos dados.

Loading...

Exemplos de eventos dependentes

A Faculdade de Educação da Universidade da Georgia define um evento dependente como duas variáveis ​​em uma probabilidade de que se influenciam mutuamente. Por exemplo: existem apenas 52 cartas em um baralho, e todas são pretas ou vermelhas, têm números, imagens de reis e rainhas e símbolos como espadas, ases, ouros e paus. Assim, caso alguém pegue duas cartas em um jogo, essa pessoa pode calcular a probabilidade de quais cartas tirou.

Raciocínio qualitativo

Para explicar a diferença entre um evento dependente e um independente, são necessárias explicações qualitativas. Por exemplo, o Departamento de Matemática da Universidade Estadual da Flórida dá o exemplo de uma pessoa vestindo um gesso no braço esquerdo. Nós deduzimos que o braço esquerdo da pessoa deve estar quebrado. Esse raciocínio ajuda a mostrar que esse é um evento dependente. É um evento dependente porque há uma boa chance de que o uso de um gesso em uma determinada área do seu corpo determine que a área contenha um osso quebrado. Assim, um cálculo de probabilidades pode ser feito.

Descobrindo como as variáveis estão conectadas

O maior problema nas estatísticas é tentar determinar se um evento está ligado a outro. É muito difícil criar uma probabilidade para eventos independentes, apesar de isso não significar que não seja possível. Um exemplo ilustra essa dificuldade: digamos que uma pessoa tem o 7 como último dígito do CPF e que seu aniversário seja no dia 3 de janeiro. Um estatístico com recursos suficientes pode ser capaz de nos dizer o percentual de pessoas no país que fazem aniversário no dia 3 de janeiro e têm o 7 como o último dígito do CPF. Mas calcular a probabilidade desses eventos influenciarem um ao outro ou ocorrerem de novo é difícil ou impossível.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...