×
Loading ...

Efeitos negativos do rock

Rock e heavy metal têm causado polêmica desde que foram inventados, e muitas pessoas acreditam que esta música tem um efeito negativo sobre os jovens. As guitarras distorcidas, baixo, bateria e vocais altos ou gritados são conhecidos como "hard rock", e bandas como Black Sabbath, Led Zeppelin e Judas Priest podem ser classificado desta forma. Os pais muitas vezes se preocupam quando seus filhos começam a ouvir hard rock por causa do som agressivo e letras ocasionalmente explícitas. Se você estiver preocupado, investigue os possíveis efeitos negativos do rock, mas não deixe que o preconceito fique no lugar da lógica.

Muitas pessoas acreditam que a música rock promove sentimentos anti-cristãos ou satânicos, o que não é verdade (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Influência "satânica"

Muitos cristãos, incluindo um pesquisador e professor de teologia da Universidade Andrews, acreditam que o rock personifica um espírito de rebelião contra Deus. Marilyn Manson disse que quando as pessoas ouvem seu álbum "Antichrist Superstar", Deus pode ser destruído em suas cabeças. Isso mostra que a mensagem de alguma músicas do rock são anti-cristãs, no entanto, assim como os cristãos têm o direito de expressar seu amor a Deus, anti-cristãos têm o direito de expressar seu desagrado. Isto pode ser interpretado como um efeito negativo da música rock, mas tudo que o rock pode fazer é expor as pessoas a uma ideia conflitante. Em última análise, os jovens escolhem no que eles querem acreditar. Além disso, muitas bandas afirmam que não possuem vínculos satanistas, apesar de suas músicas penderem para esse lado, sendo apenas uma forma de arte.

Loading...

Rock e excitação sexual

Samuele Bacchiocchi, professora de teologia da Universidade de Andews, também afirma que o rock pode causar excitação sexual. Um estudo publicado no "Media Psychology" descobriu que a música clássica em ritmo acelerado teve mais efeito sobre a excitação do que o rock acelerado. Isso indica que a música em geral, não o rock especificamente, pode causar excitação. Em alguns casos, a sensação pode, inclusive, ser benéfica.

Comportamento imprudente

Um pesquisador da Universidade de Missouri conduziu um estudo sobre os efeitos da música no comportamento imprudente. O estudo descobriu que os adolescentes que gostavam de rock mostraram um maior nível de comportamento imprudente, como uso de drogas, sexo sem proteção, sexo casual, dirigir alcoolizado, excesso de velocidade e vandalismo. Meninas que ouviam rock também sofriam de baixa auto-estima. Os pesquisadores comentaram, no entanto, que acreditavam que a "busca por novas sensações" era o responsável por estes atos, e não o rock. Eles observaram uma exceção no que diz respeito ao sexo desprotegido, mas a teoria é que as pessoas que buscam sensações, tais como os fornecidos pelos atos referidos acima, são levados ao rock - ao invés do rock levar ao comportamento imprudente.

Suicídio

O caso mais famoso que liga música rock e suicídio gira em torno da banda Judas Priest, e a alegação de que o álbum "Stained Class" contém mensagens subliminares. As palavras "faça isso, faça isso" é dita quando certas seções foram invertidas. Em 1986, James Vance atirou em si mesmo, e a família alegou que a culpa foi do Judas Priest por incluir essas mensagens em suas canções. Antes do incidente, Vance tinha fugido de casa 13 vezes. Ele também tinha tentado sufocar sua mãe aos 8 anos, e já havia ameaçado matá-la com uma arma. O tribunal considerou estes fatores responsáveis pela tentativa de suicídio, não o rock. O juiz concluiu que quando você inverte músicas, pode encontrar coincidentemente mensagens como esta, especialmente se você estiver predisposto a encontrá-las.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...