Como identificar granito e quartzo

••• Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images

Um dito básico de colecionadores de rocha é “Minerais não são pedras, pedras são compostas de minerais”, como dito por Don Peck no site Rockhounds.com. Os minerais como o quartzo formam a estrutura de rochas como o granito, que é uma rocha ígnea, formada nas profundezas da crosta terrestre pelo resfriamento do magma. O quartzo é um mineral cristalino. Como colecionador, você deve ser capaz de identificar tanto o granito quanto o quartzo. Para isso, pode ser necessário mais trabalho de detecção que você pode imaginar, pois o granito e o quartzo naturais raramente se parecem com o balcão polido da cozinha da loja de departamento ou os grandes pedaços brilhantes de cristais num museu.

Identificando Granito

Passo 1

Verifique a cor da rocha que você suspeita ser granito. A cor é determinada pelo conteúdo mineral da rocha. O granito é composto principalmente de quartzo, feldspato, biotita e muscovita; às vezes, ele contém hornblenda, augita, magnetita ou zircão. A maioria das cores do quartzo vem do feldspato, que emana branco, cinza claro, amarelado e tons de rosa. A biotita e a hornblenda produzem manchas pretas, e a muscovita impõe uma cor prateada ou marrom.

Passo 2

Olhe para o grão. O granito varia de grãos pequenos até grandes. Ele tem uma aparência mosqueada distinta do entrelaçamento de todos os seus componentes minerais. Uma rocha típica como o granito tem os grãos grosseiros, que consiste em um grão maior do que um grão de arroz.

Passo 3

Teste sua dureza. Como os minerais que o compõe, o granito é muito duro. Se você tentar riscá-lo com um canivete, deve ser difícil de deixar uma marca.

Identificando Quartzo

Passo 1

Familiarize-se com os tipos de quartzo. Esse mineral ocorre em diferentes ambientes geológicos em, literalmente, dúzias de formas. Apesar de a maioria dele estar escondida em granitos e outras rochas que o contêm, ele é um dos poucos minerais que formam cristais homogêneos e com tamanho de rochas; esses cristais são os que a maioria das pessoas associa com termo “quartzo”.

Passo 2

Identifique o quartzo com tamanho de rochas. Esse pedaço grande de quartzo cristalino é aquele não misturado com a rocha, podendo aparecer de várias formas geométricas, incluindo prismas. Apesar de o quartzo puro ser completamente limpo como vidro, os traços de outros minerais ou elementos podem tingi-lo de cores diferentes, incluindo amarelo, rosa e roxo. Na realidade, a ametista é, tecnicamente, uma forma de quartzo roxo.

Passo 3

Identifique o tipo de rocha na qual o quartzo pode estar embebido. Em rochas ígneas, os pedaços de quartzo vão aparecer cinza, cinza claro, amarelo ou vermelho em rochas sedimentaras, que são formadas por sedimentos pressurizados. O quartzo será cinza ou branco em rochas metamórficas, que são formadas por uma combinação de grande calor e pressão. O quartzo é mais comum em rochas ígneas.

Passo 4

Observe seu formato. Os cristais de quartzo com tamanho de rochas podem possuir várias formas geométricas, compreendendo prismas de seis lados. Por outro lado, o quartzo embebido em rochas é irregular. Ele é o último mineral a se cristalizar enquanto as rochas em formação resfriam, então, a olho nu, não apresenta uma forma definida, vai na verdade exibir um aspecto amorfo e redondo dentro da rocha.

Passo 5

Verifique sua aparência sob uma lente de aumento. Se você olhar na lente, o quartzo na rocha vai parecer vítreo ou com textura de cera e não terá superfícies lisas e aparentes. Os cristais grandes costumam ter pequenas estrias ou linhas horizontais nas faces lisas, indicando o padrão de crescimento do cristal ao longo do tempo.

Passo 6

Teste sua dureza. O quartzo é muito duro; você encontrá dificuldade em traçá-lo com seu canivete.

Mais recentes

×