Como imobilizar o cotovelo

••• Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

As lesões no cotovelo devem ser imobilizadas para reduzir o movimento e prejuízos para a articulação durante o transporte para o hospital. Cuidados extras devem ser tomados para não perturbar a articulação durante a imobilização movendo o braço desnecessariamente. Quando possível, duas pessoas devem trabalhar em conjunto para colocar a tala no cotovelo, uma para estabilizar o braço lesionado e a outra para colocar a tala. A imobilização pode ser realizada em algumas etapas simples.

Passo 1

Estabilize o cotovelo do paciente na posição em que foi encontrado. Por exemplo, se o paciente está com o cotovelo flexionado, não tente estendê-lo. Ou, se ele estiver com o braço estendido, não tente flexioná-lo. Peça para um assistente segurar o braço do paciente com uma mão acima do cotovelo e outra mão abaixo do cotovelo. Isto irá ajudar a apoiar e estabilizar a lesão enquanto a tala está sendo colocada.

Passo 2

Determine a tala correta para a posição do cotovelo lesionado. Se o cotovelo está dobrado, você vai precisar de uma tala rígida que se encaixe do pulso até a parte de abaixo do ombro quando colocada horizontalmente no braço. A tala deve estender cerca de 2 a 5 centímetros em cada extremidade, para maior estabilidade. Se o cotovelo estiver reto, você vai precisar de uma tala que atinja desde o cotovelo até o pulso do braço ferido.

Passo 3

Coloque a tala escolhida no paciente. Continue com alguém ajudando a segurar o braço. Se for imobilizar um cotovelo dobrado, coloque a tala na diagonal para o lado de fora do braço. Não cubra o cotovelo com a tala, mas coloque cerca de 2 centímetros acima da articulação do cotovelo. Se for imobilizar um cotovelo reto, coloque a tala debaixo do braço lesionado com uma das extremidades da tala na axila do paciente e a outra no pulso.

Passo 4

Enrole a tala no local com atadura ou o envoltório de sua escolha. Envolva a tala de forma confortável, sem apertar, até que ela esteja segura ao braço do paciente. Não enrole sobre o cotovelo. Uma vez que a tala está completamente segura, o assistente pode soltar o braço do paciente.

Passo 5

Verifique o pulso no punho do braço lesionado. Se o pulso não estiver presente, afrouxe a atadura ou reposicione a tala, se necessário.

Mais recentes

×