×
Loading ...

Prós e contras do design gráfico

Capas de revistas, páginas de jornais, embalagens e propagandas em ônibus são apenas alguns dos projetos que os designers gráficos realizam. Eles consideram elementos visuais tão sutis como espaço em branco e tipo de letra, e tão cativantes quanto páginas interativas da web. Pessoas com talento artístico e habilidades com computador muitas vezes são bem sucedidas na carreira de design gráfico. No entanto, ela não é para todos. Um aspirante a designer deve primeiramente considerar os prós e contras da profissão.

O layout de um jornal representa um uso do design gráfico (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Pró: criatividade

Pessoas com muita criatividade e ideias podem achar o design gráfico gratificante. Grandes designers gráficos veem possibilidades visuais e, em muitos casos, fornecem conceitos que guiam o futuro de produtos, publicações e websites. Frequentemente, estes profissionais resolvem problemas através do encaixe de conceitos, dando novas ideias para marcas tradicionais e encontrando maneiras de acomodar as necessidades de várias partes, como os departamentos de marketing, jurídico e de desenvolvimento de produtos. As pessoas que gostam de usar a imaginação para resolver problemas práticos adoram o design gráfico.

Loading...

Pró: oportunidade

Como o design gráfico tem muitas aplicações em várias indústrias, os designers podem encontrar-se com muitas opções de carreiras e oportunidades. Eles podem achar que, se ficarem entediados com um tipo de projeto, podem passar para outros para reacender a faísca. Por exemplo, um designer de layout de jornal pode eventualmente fazer uma transição para a concepção de anúncios, que mais tarde em sua carreira poderia levá-lo a projetar outdoors e depois embalagens de produtos. As habilidades adquiridas em uma função podem ser aplicadas a outras, dando aos designers gráficos diversos e interessantes caminhos possíveis para suas carreiras.

Contra: restrições

Algum designers ficam decepcionados com a diferença entre as expectativas e a realidade. Eles entram para a área do design gráfico esperando uma grande liberdade criativa e espaço para perseguir novas abordagens. Na realidade, esses profissionais geralmente servem clientes — internos e externos — que têm necessidades, expectativas e demandas. Os designers gráficos geralmente precisam trabalhar com as necessidades e restrições de seus clientes e chefes para desenvolver resultados que agradem a diversas pessoas.

Contra: instabilidade

Muitos designers gráficos trabalham por conta própria ou em uma base contratual. Além disso, muitos dos que trabalham dentro de grandes agências e empresas, com empregos estáveis, acabam descobrindo que nos tempos de crise econômica ou instabilidade financeira as empresas cortam seus orçamentos de marketing e lançamento de novos produtos. Isso afeta o setor criativo e muitas vezes resulta em demissões. O design gráfico é um campo com altos e baixos. As pessoas que amam o trabalho devem pensar em uma segunda opção com base nos ciclos de negócios e mudanças econômicas.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...