Quais são os perigos do ácido clorídrico para os seres humanos?

••• Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images

O ácido clorídrico – também conhecido como cloreto de hidrogênio – tem uma vasta gama de utilidades. Ele é usado nas indústrias fotográficas, têxteis e de borracha, assim como na fabricação de cloretos, fertilizantes e corantes. O ácido clorídrico representa uma vários riscos de saúde para aqueles que trabalham com ele. As pessoas podem ser expostas aos efeitos nocivos ao respira-lo ou deixá-lo entrar em contato com a pele. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, os perigos do ácido clorídrico variam de agudos a crônicos.

Efeitos agudos

Thinkstock/Comstock/Getty Images

A exposição repentina e intensa ao ácido clorídrico colocará uma pessoa em risco a muitos efeitos de saúde agudos. Muitas vezes, esses perigos são reversíveis. A inalação da substância pode causar tosse, rouquidão, inflamação e ulceração do trato respiratório ou dor no peito. Quando o ácido clorídrico entra em contato com sua pele, você está em risco de sofrer de queimaduras graves, ulceração ou até mesmo cicatrizes. Outros efeitos agudos incluem vômitos, diarreia ou náusea.

Efeitos crônicos

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Exponha-se ao ácido clorídrico durante um longo período de tempo no seu trabalho e você pode sofrer alguns efeitos crônicos. A EPA tem ligado a exposição crônica a doenças como gastrite, bronquite crônica e dermatite. A exposição extensiva em concentrações baixas também pode causar problemas dentários, incluindo a descoloração ou erosão dos dentes.

Saúde reprodutiva

Jupiterimages/BananaStock/Getty Images

De acordo com a EPA, não há nenhuma informação disponível sobre os efeitos reprodutivos do ácido clorídrico nos seres humanos. Testes em ratos expostos à substância mostraram um aumento da mortalidade fetal e ciclos reprodutivos alterados.

Risco de câncer

O ácido clorídrico não foi classificado pela EPA por sua capacidade ou tendência a produzir câncer. A agência relata que um estudo não mostra nenhuma resposta cancerígena nos ratos expostos pela inalação, mas não há informação alguma que se refira aos efeitos cancerígenos nos seres humanos.

Mais recentes

×