Quais são os tratamentos para a gastropatia eritematosa?

••• Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

A ressecção endoscópica da mucosa (REM) e a cirurgia são os procedimentos de tratamento para gastropatia eritematosa. O procedimento REM pode ser realizado através da boca ou do ânus, dependendo de qual a parte do trato gastrointestinal tem crescimentos anormais a serem removidos.

Gastropatia eritematosa

Image by Flickr.com, courtesy of Mike Baird

Qualquer tipo de doença do estômago aparece como o termo gastropatia. Gastropatia eritematosa refere-se a lesões vermelhas ou inflamadas em algum lugar do trato gastrointestinal. As lesões podem ser pequenas ou grandes. Gastropatia grave predispõe a duodenopatia endoscópica (DE), de acordo com o "American Journal of Gastroenterology".

Diagnóstico e tratamento

Image by Flickr.com, courtesy of Yuya Tamai

De acordo com o site Albany Medical Review, o procedimento conhecido como endoscopia (visão interna das áreas gastrointestinais) é um método utilizado para ajudar no diagnóstico de uma lesão como eritema. Outro método é a colonoscopia.

O tratamento para esta condição pode incluir cirurgia (a abordagem mais invasiva) ou outro procedimento conhecido como mucosectomia, que também pode ser usado no processo de diagnóstico. De acordo com um relatório do caso, a ressecção endoscópica da mucosa, às vezes, é necessária quando as lesões são grandes demais para permitir outros métodos de diagnóstico.

Considerações sobre tratamento e diagnóstico

Em um relato de caso no site Albany Medical Review - de um homem de 75 anos de idade - uma endoscopia foi realizada, o que revelou a presença de gastropatia eritematosa não hemorrágica. No entanto, quando uma colonoscopia foi tentada para investigação da presença de lesões hemorrágicas em outras partes da zona gastrointestinal, a colonoscopia não pôde ser concluída devido às lesões de grande tamanho.

Assim, como neste caso, o diagnóstico pode ser dificultado devido ao tamanho da lesão na área afetada. Além disso, as lesões, no caso, foram um elemento adicional para as considerações do tratamento, uma vez que elas eram consideradas carcinoma de, aproximadamente, três a quatro centímetros de tamanho.

Tratamento com ressecção endoscópica da mucosa

Image by Flickr.com, courtesy of Jurek Durczak

Um tubo longo e estreito é utilizado no tratamento com ressecção endoscópica da mucosa (REM) para gastropatia eritematosa. O tubo, equipado com uma câmara de vídeo e uma luz, é colocado na garganta do paciente com o objetivo de remover uma lesão localizada no estômago, intestino delgado (duodeno) ou esôfago. Esta abordagem de tratamento é menos invasiva do que a cirurgia para a remoção de tecido anormal e tem menos riscos, de acordo com a Mayo Clinic.

Por outro lado, o tratamento cirúrgico requer incisões e a administração de um anestésico. A cirurgia é mais invasiva e apresenta maiores riscos, incluindo infecção e morte em potencial.

Riscos do tratamento

Image by Flickr.com, courtesy of Nicole Makauskas

Segundo a Mayo Clinic, a complicação que é mais comum neste procedimento é a hemorragia, no entanto, pode ser controlada durante a realização do procedimento. A perfuração pode também ocorrer, bem como um estreitamento do esôfago. Se o esôfago é lesado durante o procedimento, o estreitamento pode ocorrer, causando dificuldade para engolir e devendo ser abordado mais tarde.

Aviso

Após o processo de tratamento, se qualquer uma das seguintes condições aparecer, é aconselhável procurar um médico, de acordo com a Mayo Clinic: vômitos com sangue, sangue de cor vermelha brilhante nas fezes, fezes negras, febre, calafrios, sensação de desmaio, dores no peito ou falta de ar.

Mais recentes

×