Alergias felinas: secreção de muco verde

Escrito por ellen goodlett | Traduzido por ana olson
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alergias felinas: secreção de muco verde
Pode ser difícil descobrir qual a causa da alergia de seu gato (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Gatos sofrem com os mesmos tipos de alergias que os seres humanos -- alergias alimentares, inalatórias e de contato. O tipo mais comum em gatos é a alergia a pulgas, mas se o seu gato estiver sofrendo de sintomas de alergia, pode ser difícil definir a causa do problema.

Outras pessoas estão lendo

Alergia a pulgas

Um gato que não tem alergia a pulgas vai sentir uma ligeira irritação e coceira se for mordido por uma. Mas um gato alérgico sofrerá uma reação grave mesmo se sofrer apenas uma picada. Se o seu gato se arranha ou morde até o ponto em que começa a perder pelo naquele local, ou se ele desenvolve feridas e crostas de coceira, este é um sinal de uma alergia a pulga. Neste caso, as piores coceiras acontecem tipicamente na frente da cauda. Trate seu gato uma vez a cada três ou quatro meses com um líquido de prevenção contra pulgas, vendido na maioria dos pet shops. Se possível, mantenha o seu gato alérgico dentro de casa.

Alergias alimentares

Os gatos normalmente desenvolvem alergias alimentares ao longo da vida -- eles não nascem alérgicos. Se o seu gato não come um tipo específico de alimento por um longo tempo, ele pode tornar-se alérgico a ele. Felinos adultos são intolerantes à lactose; assim, evite alimentar seu gato com produtos lácteos depois que ele atinge a idade de um ano. O sinal mais comum de que o seu gato tem uma alergia alimentar é a coceira não sazonal, especialmente em torno da cabeça e pescoço. Coceiras e mordidas ao redor da área podem causar queda de cabelo, feridas e cortes. Os gatos com alergias alimentares geralmente desenvolvem infecções de ouvido e problemas digestivos, como diarreia e gás. Para encontrar o alimento que causa alergia, dê ao seu gato pequenas quantidades de tudo o que ele tenha comido recentemente, um item por vez (por exemplo, se ele comeu comida enlatada de frango e peru, ofereça um pequeno pedaço de frango e verifique se ele tem alguma reação. Em seguida, dê um pequeno pedaço de peru). Depois de identificar o alimento responsável pela alergia, retire-o da dieta do seu animal.

Alergias inalatórias

Tal como os humanos, gatos podem ser alérgicos a pólen, poeira e mofo. Novamente, o sintoma mais comum é a coceira, desta vez na face, peito, barriga e pés. Chiados ou espirros também são um sinal de uma alergia inalatória. No entanto, se o seu gato espirra um muco colorido (verde ou amarelo, por exemplo), é um sinal de que a reação do seu animal de estimação não é uma alergia, mas sim uma infecção respiratória bacteriana. Você deve levá-lo ao veterinário imediatamente para iniciar um tratamento. Se os problemas do seu gato forem de origem alérgica, é possível tentar dar-lhe banho com um shampoo hipoalergênico. Se isso não aliviar os sintomas, consulte o seu veterinário sobre injeções de anti-histamínicos, imunoterapia para alergia, ou um tratamento com corticoides.

Alergias de contato

As alergias de contato são o tipo menos comum em gatos. Elas ocorrem quando o gato entra em contato com um determinado tipo de material, tal como grama, tecido, areia higiênica, materiais plásticos (como brinquedos ou tigelas de comida) ou uma coleira de pulgas. Este tipo de alergia resulta em uma coceira intensa na área onde o gato entrou em contato com o material. Para evitar o problema, remova o material do ambiente do seu gato. Se o seu gato apresentar sintomas de uma alergia a grama, você deve mantê-lo dentro de casa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível