Mais
×

Como alugar um cômodo de sua casa

Atualizada February 21, 2017

Você está tendo dificuldade para pagar o financiamento de sua casa? Todo mês está sem dinheiro tentando pagá-lo? Que tal alugar um quarto em sua casa para ajudar no pagamento? Aqui, estão algumas dicas para ajudá-lo a decidir se alugar um quarto em sua casa funciona para você.

Instruções

Alugue um quarto de sua casa (Photos by Jerrie Dean)
  1. Imagine como seria alugar um quarto de sua casa. Claro que você vai perder um pouco de privacidade: terá que compartilhar sua casa, como sua cozinha e seu banheiro e você teria que estar disposto a deixar alguém usar seus utensílios de cozinha e móveis. Se você sentir que estaria disposto a fazer isso, então continue a ler.

  2. Saiba mais sobre como alugar entrando em contato com uma imobiliária para obter conselhos acerca de questões referentes às leis do proprietário e inquilino ou, então, compre um livro relacionado. Com isso, você também pode obter ajuda para um contrato de locação e descobrir onde você pode adquirir um.

  3. Olhe ao redor de sua casa e decida que cômodo alugaria a seu locatário. Se você possui quarto e banheiro extras, então já tem meio caminho andado. Se não, pense em outra área que iria servir, mesmo que isso signifique ceder o seu quarto e transformar a sala de estar ou de jantar em um quarto. Além disso, não se esqueça de sua garagem. Você teria que estacionar seu carro na rua, mas, se a lei municipal da cidade onde mora permite essa prática, pode ser uma outra opção.

  4. Considere que você precisará oferecer sua cozinha e eletrodomésticos ou sua lavanderia, caso o inquilino precise. Decida se você vai comprar todos os mantimentos e se ele fará refeições com você ou se irá separar um espaço em sua geladeira, se o inquilino cozinhará e comprará seu próprio alimento. Decida também se você vai permitir que ele tenha um animal de estimação ou se poderá usar o telefone, ou, ainda, ter uma extensão em seu quarto. Você precisará ver também se ele repartirá os custos de TV a cabo, água e eletricidade, ou se você pagará por tudo isso.

  5. Forneça um quarto confortável. Pode ser sem mobília alguma, parcialmente mobiliado ou completamente mobiliado. Você pode fornecer uma cama, uma televisão ou telefone. Qualquer que seja sua decisão, certifique-se de que esteja limpo e acolhedor o máximo possível para que o inquilino encontre nele um santuário e se sinta confortável em ficar lá.

  6. Elabore um contrato de locação, delineando as regras da casa. Se não for permitido cozinhar após às 22h ou ter visita durante a noite, coloque isso nas regras. Faça com que o inquilino em potencial leia as leia antes de decidir alugar. Certifique-se de colocar tudo no contrato de locação, porque, se você pensar em algo mais tarde, é muito difícil alterar o contrato sem causar aborrecimentos ao inquilino.

  7. O aluguel é geralmente pago antes do primeiro dia do mês para o qual o vencimento foi estabelecido. Um recibo deve ser dado ao seu inquilino cada vez que o aluguel for pago. Isso ajudará a manter os registros. É recomendável que você tenha um contrato mensal, pois é mais fácil para o inquilino, tanto quanto dar um aviso prévio de 30 dias e sair. Sem falar que é mais fácil para você ao emitir um aviso de 30 dias, isso no caso de a presença do inquilino se tornar desagradável.

  8. Insira um anúncio em sites de imóveis e também procure por outros, assim pode ter uma média de preços. Quando você anunciar, deixe claro que está alugando um quarto particular em sua casa e que a finalidade não é buscar um companheiro de quarto. Delineie algumas das regras, dessa forma, você só terá ligações de locatários que estão dispostos a seguir suas regras.

  9. Faça uma verificação de crédito do inquilino em potencial. Você pode se tornar um membro de uma associação inquilino/proprietário para descobrir onde ligar para obter uma verificação de crédito. Sob nenhuma circunstância alugue a alguém em desespero, seja você ou o inquilino. Siga seus instintos.

  10. Seja atencioso com seu novo inquilino e tenha em mente que, em alguns momentos, haverá atritos entre vocês. Mantenha a linha de comunicação entre vocês aberta para que os problemas não se transformem em questões emocionais que podem fazer você não gostar mais de seu inquilino e querer expulsá-lo. Situações em que, por exemplo, ele se esquecer de trancar a porta da frente ou não pegar suas toalhas sujas. Seja completo em seu contrato de locação, mesmo que isso signifique incluir um adendo delineando suas regras específicas, pois isso manterá o ambiente funcionando em harmonia.

Coisas Necessárias

  • Contrato de Locação
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article