Atores negros dos anos 70

Escrito por robbin mcclain | Traduzido por dimitrios meimaridis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Atores negros dos anos 70
Os filmes estrelados por atores negros foram sucesso de bilheteria na década de 70 (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os papéis para atores negros aumentaram muito na década de 70, tanto nos cinemas quanto na televisão. No começo da década, estúdios grandes e pequenos lançaram mais de 200 filmes na linha “blaxploitation” direcionados ao público afrodescendente. Além desses filmes, algumas comédias estreladas por atores negros foram um grande sucesso, além de filmes biográficos, que renderam aos atores negros indicações ao Oscar, e programas de televisão com atores negros que fizeram muito sucesso.

Outras pessoas estão lendo

Blaxploitation

Os filmes de baixo orçamento, conhecidos como “blaxploitation”, eram caracterizados por atores negros em cenários urbanos. Esses filmes causaram controvérsia por retratarem violência, sanguinolência e sexo. Essas obras também criaram um novo grupo de estrelas. Pam Grier, conhecida como a “rainha do blaxploitation”, se tornou um símbolo do poder feminino em um mundo racista graças aos seus papéis de uma mulher sensual à procura de vingança nos filmes “Coffy” de 1973 e “Foxy Brown” de 1974. Richard Roundtree quebrou os estereótipos negros ao interpretar um forte, confiante e articulado detetive no filme “Shaft” de 1971. Outros atores importantes do mesmo movimento são Melvin Van Peeples (“Sweet Sweetback's Baadasssss Song” de 1971), Ron O’Neal (“Super Fly” de 1972) e Fred Williamson (“Black Ceasar” de 1973 e "Three the Hard Way” de 1975).

Comédias

As comédias com atores negros arrecadaram muito dinheiro na década de 70. Sidney Poitier e Bill Cosby estrelaram juntos, pela primeira vez, no filme “Uptown Saturday Night” de 1974, seguido por “Let’s To It Again” de 75 e “A Piece of Action”, lançado em 1977. Popular pelos seus shows de stand-up, Richard Pryor, completou a sua transição para ator nos anos 70 ao lado dos atores Billy Dee Williams e James Earl Jones nos filmes "The Bingo Long Traveling All-Stars & Motor Kings" e “Silver Streak” de 1976. No mesmo ano, ele também estrelou “Car Wash”, que foi seguido por “Which Way Is Up?” em 1977.

Dramas

Nos anos 70, vários atores negros ganharam indicações e prêmios por seus papéis em filmes do drama. James Earl Jones venceu um Golden Glob, além de uma indicação para o Oscar na categoria Melhor Ato, ao interpretar Jack Johnson, o primeiro negro campeão dos pesos pesados do mundo no filme “The Great White Hope” de 1970. A famosa cantora da Motown, Diana Ross, recebeu indicações ao Golden Globe e Oscar pelo seu primeiro papel no cinema, Billie Holiday, no filme “Lady Sings the Blues” em 1972. Posteriormente, Ross estrelou os filmes “Mahogany” (1975) e “The Wiz” (1978). Cicley Tyson recebeu uma indicação ao Oscar pela sua bela atuação como Rebecca Morgan em “Sounders” de 1972. Tyson também se tornou a primeira atriz negra a vencer um Emmy por um papel principal em “The Autobiography of Miss Jane Pittman”, de 1974.

Televisão

A linha de filmes produzidos diretamente para TV, séries e minisséries dos anos 70 contaram também com muitos papéis principais para atores negros. A amplamente assistida série “Brian’s Song” de 1971 foi estrelada por Billy Dee Williams como um jogador dos Chicago Bears, chamado Gale Sayers, que apoiava o seu companheiro de equipe, Brian Piccolo, que lutava contra um câncer. Também surgiram os seriados: “Sanford and Son” esteve na programação de 1972 a 1977 -- a série contava com Redd Foxx, Demond Wilson e LaWanda Page --; “Good Times”, estrelando John Amos, Esther Rolle e Jimmie Walker, foi um sucesso do ano 1974 a 1979; e “The Jeffersons”, que manteve um sucesso de 10 anos, fazendo parte da programação da televisão de 1975 a 1985 e estrelando Sherman Hemsley, Isabel Sanford e Maria Gibbs. Mais de 80 milhões de pessoas assistiram o episódio final de “Roots” em 1977, uma mini-série de oito capítulos dividida em 12 horas de episódios. “Roots” contava em seu elenco com LeVar Burton, Bem Vereen, Louis Gossett Jr., Leslie Uggams e John Amos. Esse emocionante programa rendeu aos espectadores uma melhor exposição de como funcionou a escravatura e a forma como isso moldou os Estados Unidos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível