O que a bíblia diz a respeito do tratamento de animais

Escrito por shelley moore | Traduzido por alexandre amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que a bíblia diz a respeito do tratamento de animais
A Bíblia possui opiniões claras sobre o trato dos animais (http://www.sxc.hu/photo/526627/)

O Gênesis, o primeiro livro da Bíblia, afirma quase que imediatamente que o homem possui "domínio" sobre todos os animais. Ao longo do resto da Bíblia, percebe-se que esse domínio possui um aspecto de guarda, com muitos conselhos para o trato com os animais, como uma intendência.

Outras pessoas estão lendo

Significância

O Gênesis 1 nos diz que Deus criou o homem em sua própria imagem, através do "sopro da vida", moldando a forma humana. Dessa forma, sendo criado de uma forma diferente de como os animais foram criados, os homens devem manter a supremacia sobre eles.

Função

Ao longo da Bíblia, os animais trabalham para os humanos. Por exemplo, bois puxam arados e as pessoas viajam nas costas de camelos, cavalos, burros e mulas. A Bíblia vê os animais como criaturas irracionais. Por exemplo, os Salmos 32:9, na nova versão dos leitores internacionais, nota: "Não seja como o cavalo ou a mula. Eles não entendem nada. Precisam ser controlados por pinos e selas." Esse ponto implica que o homem possui direitos de coagir cavalos e mulas a obedecê-lo. Por exemplo, Deuteronômio 22:1-4 diz que as pessoas devem devolver qualquer coisa que descobrirem que pertence a outra pessoa, incluindo animais. Isso mostra que animais são propriedade, como qualquer outro tipo de posse.

Efeitos

Em Gênesis 9, pela primeira vez vemos que Deus permitiu aos humanos comer os animais. Após distinguir fera, frango e peixe, Ele diz a Noé. "Todo ser vivo que se mover deverá ser carne para você". Se comer animais era permitido antes disso é desconhecido e algumas pessoas especulam se, até esse momento na Bíblia, todos eram vegetarianos. Ao longo da Bíblia, as pessoas comiam carne e forneciam carne. Muitas pessoas na Bíblia eram pastores. Os apóstolos de Jesus eram pescadores e, em Marcos 6:35-44, Jesus miraculosamente alimenta milhares de pessoas com pão e peixe. De fato, o Novo Testamento mostra Jesus comendo carne ou falando de comer carne como se fosse perfeitamente aceitável, já que ele realizou a ceia da Páscoa, o que incluiu carneiro, e ele faz um milagre ao fornecer aos discípulos uma enorme quantidade de peixe a serem apanhados e conta a parábola do filho pródigo, cujo pai ao ver o filho que retornou, deixa os servos matarem e comerem um bezerro. Em João 21, depois da ressurreição de Jesus, ele cozinha peixe e dá aos apóstolos para comer. Além disso, os mandamentos proíbem o assassinato de seres humanos, mas não que animais sejam mortos.

Recursos

Adão e Eva usavam peles de animais como roupas. No Êxodo 25 e 26, as pessoas usavam peles e pelo de animais ao construir um tabernáculo, de acordo com a vontade de Deus. As pessoas costumavam sacrificar animais como parte das suas cerimônias religiosas, apesar de que, mais tarde, Jesus aboliu essa prática.

Considerações finais

Como o trato com os animais é muito mencionado no Antigo Testamento, o Judaísmo proíbe a crueldade com os animais e ensina a compaixão por eles junto com o tratamento adequado. Os provérbios 12:10, na versão do Rei Jaime diz: "A pessoa justa respeita a vida da sua fera". Até um dos mandamentos diz que os animais podem descansar no Sabá. As leis do Velho Testamento, entretanto, podem preocupar-se com os animais tanto por razões pragmáticas quanto por bondade. As pessoas precisavam manter seus animais vivos e saudáveis o máximo possível para obter trabalho, lã e boa comida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível