Como calcular a corrente em um circuito paralelo através de cada resistor

Escrito por james miller | Traduzido por thiago andre scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular a corrente em um circuito paralelo através de cada resistor
Calcular a corrente através de resistores em paralelo é um pouco difícil (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Calcular a amperagem, ou corrente, através de resistores ligados em paralelo não é diferente de calculá-la através de um único resistor, mas saber o valor em ohms do resistor e a queda de voltagem ao longo de cada resistor é essencial.

Nível de dificuldade:
Moderado

O que você precisa?

  • Multímetro
  • Calculadora

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Revise a lei de Ohm. Ela expressa a relação entre a corrente, a tensão e a resistência. Os símbolos algébricos usados são E para a tensão, em volts, I para a corrente, em ampères, e R para a resistência, em Ohms. A fórmula para encontrar a corrente é I = E/R, ou Corrente = Tensão/Resistência.

  2. 2

    Defina a faixa de tensão em um multímetro de acordo com a tensão do circuito. Em um circuito automotivo, por exemplo, a tensão não será maior do que 14,7 V. Então, escolha a faixa de 20 V. Um multímetro digital exibe "1" em sua tela ao exceder a faixa máxima. Caso isso ocorra, escolha a faixa seguinte.

    Como calcular a corrente em um circuito paralelo através de cada resistor
    A configuração do multímetro depende da tensão do circuito (Polka Dot Images/Polka Dot/Getty Images)
  3. 3

    Meça a queda de tensão ao longo de cada resistor, colocando uma sonda do multímetro em cada perna deles.

    Como calcular a corrente em um circuito paralelo através de cada resistor
    O posicionamento das sondas do multímetro é essencial (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)
  4. 4

    Registre os valores da tensão para uso em cálculos posteriores. Caso não sejam iguais, os resistores não estão ligados em paralelo.

  5. 5

    Decodifique o valor dos resistores do circuito usando seu código de cores. Em um resistor típico de cinco faixas, esses números são associados a cada valor: preto equivale a zero, marrom equivale a um, vermelho a dois, laranja a três, amarelo a quatro, verde a cinco, azul a seis, violeta a sete, cinza a oito e branco a nove.

    Encontre a faixa de tolerância, que pode ser prateada ou dourada. Começando da ponta do resistor oposta à faixa de tolerância, anote os valores das duas primeiras cores, em ordem. Se forem marrom e preta, por exemplo, então os números são um e zero, respectivamente.

    Na terceira faixa do resistor, anote uma quantidade correspondente de zeros após o número que acabou de anotar. Por exemplo, se ela for de cor vermelha, anote dois zeros após o "10" que acabou de anotar, e o resultado será "1000". Esse número é o valor do resistor, em Ohms.

  6. 6

    Coloque os números nas posições corretas do cálculo. Haverá um valor de tensão e duas resistências. Se a tensão for de 5 V e os resistores forem de 1000 e 100 ohms, por exemplo, então o cálculo será I = 5/1000 e I = 5/100

    Resolvendo a equação, o resultado será 0,005 ampère de corrente no primeiro resistor e 0,05 no segundo.

Dicas & Advertências

  • A queda de tensão ao longo de cada um dos dois resistores em paralelo deve ser a mesma.
  • Pode parecer tentador medir a resistência diretamente com o multímetro, mas tentar medir resistores em paralelo resultará apenas na resistência paralela combinada. Determinar a corrente que passa por cada um deles requer o valor de cada resistor, e por isso é preciso usar o código de cores.
Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível