Como calcular a vazão de água em uma tubulação

Escrito por ryan menezes | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular a vazão de água em uma tubulação
Os canos maiores liberam uma vazão maior de água (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A vazão de água, medida em metros cúbicos por segundo, é uma informação que depende do diferencial de pressão transversal à tubulação. Um diferencial de pressão maior força a passagem de mais água pelo cano, e uma vazão maior corresponde à uma queda de pressão. A uma pressão conhecida, uma tubulação mais comprida produz uma vazão menor de água. Um tubo mais largo, no entanto, permite uma maior vazão, devido ao aumento na área de seção transversal do cano.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Instruções

  1. 1

    Encontre a área de seção transversal do cano, multiplicando pi (3,14) pelo raio do tubo elevado ao quadrado. Caso ele possua um raio de, por exemplo, 0,035 metros: 3,142 x (0,035)^2 = 0,003849.

  2. 2

    Multiplique o resultado pelo quadrado do mesmo raio: 0,003849 x (0,035 ^ 2) = 4.715 x 10^-6.

  3. 3

    Multiplique a sua resposta pelo diferencial de pressão sobre o cano. Caso esse diferencial seja, por exemplo, 40 mil Pascal: 4,715 x 10^-6 x 40000 = 0,1886.

  4. 4

    Multiplique 0,001, que é o valor da viscosidade da água, por 8: 8 x 0,001 = 0,008. Divida a resposta obtida no "Passo 3" pelo valor encontrado: 0,1886 / 0,008 = 23,575.

  5. 5

    Divida a resposta pelo comprimento da tubulação. Caso ela tenha, por exemplo, 18 metros de comprimento: 23,575 / 18 = 1,31. Essa é a vazão de água em metros cúbicos por segundo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível