Cálculo da iluminância de uma fonte de luz

Escrito por kevin ann reinhart | Traduzido por bruno laget
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cálculo da iluminância de uma fonte de luz
Iluminância é uma medida da quantidade de luz que incide sobre uma superfície (lamp image by Bube from Fotolia.com)

Planejar a quantidade apropriada de iluminação em um lar ou ambiente de trabalho requer uma análise detalhada de como o espaço será usado. Também é necessário um conhecimento operacional do vocabulário usado por arquitetos e engenheiros. A Iluminância, anteriormente conhecida como iluminação, é um dos fatores a considerar quando se desenvolve um sistema de iluminação.

Outras pessoas estão lendo

Definição

Uma fonte de luz emite um fluxo de energia medido por uma unidade de potência chamada lumen. A densidade da luz que incide em uma superfície é medida em candelas por pé ou lux. Uma candela por pé é um lumen de densidade luminosa por metro quadrado. A candela por pé é uma medida britânica antiga que está sendo amplamente substituída pela lux, baseada no sistema métrico. Uma lux equivale a 10.752 candelas por pé.

Medidas

Os níveis de luz exterior, como medidos por um luxímetro, podem variar de 107527 lux em uma luz forte do sol a 107 lux em um dia muito escuro. Uma lua cheia dá 0,108 lux, enquanto uma noite nublada fornece apenas 0,0001 lux. Os níveis recomendados de luz (em lux) para espaços de trabalho internos são de 500 para escritórios com computadores, 750 para supermercados, 1500 a 2000 para ambientes que exigem trabalhos detalhados; e 10000 a 20000 para tarefas visuais em contraste baixo usando pequenos objetos. Iluminação direta e intensa é requerida para este último tipo de tarefa.

Qualidade

Criar uma boa iluminação não é tão simples quanto apenas aumentar os níveis de lux. Outros fatores precisam ser considerados. Direção da luz, distribuição, temperatura e cor, tudo isto afeta a visibilidade. Os níveis de iluminância são influenciados pela complexidade das tarefas performadas no espaço, como a luz é refletida, a incidência das sombras, a idade e condição dos olhos dos trabalhadores, e se o trabalho requer precisão e velocidade.

Produtividade

Se um espaço é mal iluminado, qualquer economia de energia resultante pode ser ultrapassada por uma perda em produtividade humana. À medida que os olhos envelhecem, níveis de lux precisam ser aumentados para permitir ao trabalhador mais velho uma performance efetiva. Uma sala de aula para adultos pode requerer duas vezes a iluminância do que uma sala de aula para crianças pequenas. A iluminação de um cômodo pode ser suplementada pelo uso de lâmpadas de escrivaninha ou iluminação direta na área de trabalho da cozinha.

Recomendações

Desde 1958, recomendações a respeito da iluminância foram publicadas em forma de tabelas pela Illuminating Engineering Society. Um processo de quatro etapas determina a iluminação apropriada. A tarefa visual é determinada, uma categoria de iluminância é estabelecida, um espectro de luminosidade é determinado e o resultado é ponderado de acordo com a idade dos ocupantes, a reflectância do ambiente (por exemplo, tinta de parede de cores mais claras reflete mais luz) e a importância da velocidade e da precisão das tarefas performadas.

Exceções

Obras de arte valiosas e peças raras de museu podem requerer menos luz para evitar danos à pintura. Uma escadaria escura também pode demandar um nível de iluminância maior que o recomendado para assegurar a segurança do trabalhador. Os publicitários que desejam atrair a atenção para um produto aumentam a iluminação para efeito visual. Qualquer que seja a aplicação, o cálculo do nível de iluminância é uma parte importante do trabalho do arquiteto e do engenheiro de iluminação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível