Como fazer o cálculo de uma tira de ECG de 6 segundos

Escrito por vanessa newman | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer o cálculo de uma tira de ECG de 6 segundos
As ondas R aparecem no início e no final desta tira de ECG (Heartbeat image by JASON WINTER from Fotolia.com)

O precursor da máquina ECG (eletrocardiograma) foi um dispositivo conhecido como "eletrômetro capilar". Esse aparelho se tornou muito imprevisível e caro, mas mostrou o caminho para o registro da atividade elétrica do coração com eletrodos de pele, de acordo com o Dr. Dale Dublin, autor do livro "Rapid Interpretation of EKGs" (Interpretação rápida de ECGs). Fazer essa leitura exige experiência e conhecimento, mas não é difícil calcular a frequência cardíaca com uma tira de ECG de 6 segundos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Calculando a frequência cardíaca a partir de uma tira de ECG de 6 segundos

  1. 1

    Identifique a onda "R". Ao olhar para a tira de ECG, essa onda é o traço de cabeça para cima ou linha. Ela vem depois de uma onda descendente "Q" e antes de outra linha para baixo, a onda "S". Ela faz parte de um padrão maior, chamado complexo QRS. Você reconhecerá uma onda "R" ao ver uma linha que vai para cima da tira, como um V invertido, e é precedida e seguida por uma onda descendente.

  2. 2

    Encontre uma onda "R" em uma linha grossa. Uma tira de ECG de 6 segundos tem muitas caixas pequenas e linhas verticais pretas. Como ponto de partida para encontrar a onda "R", você verá que ela é a que está em cima de uma das linhas verticais grossas (geralmente preta, mas pode estar na cor vermelha).

  3. 3

    Conte cada linha vertical grossa subsequente na tira de ECG. Após identificar uma onda "R" em uma linha vertical grossa, conte cada linha vertical grossa que aparece depois dela. O padrão de contagem é o seguinte: "300, 150, 100, 75, 60 e 50".

  4. 4

    Coloque o dedo na onda "R" selecionada como ponto de partida. À medida que se aproxima da próxima linha vertical grossa (essas são as linhas espessas), identifique a de "300". Para a próxima linha vertical espessa, denomine-a de "150" e continue contando cada linha vertical grossa até chegar na próxima onda "R". Se essa onda cair na linha que representa o valor "75", essa também será a frequência cardíaca. Não há nenhum outro cálculo. Essencialmente, o número de linhas verticais grossas entre duas ondas "R" é tudo o que você precisa para determinar a frequência cardíaca.

Dicas & Advertências

  • Cada espaço entre as linhas verticais grossas em uma tira de ECG significa 1/300º de um minuto.
  • Para calcular uma frequência cardíaca inferior a 60 batimentos por minuto, utilize o método: o número de ciclos (ondas "R" para onda "R") multiplicado por 10. Se houver três ciclos, a frequência cardíaca será de 30 batidas por minuto.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível