Câmeras: digital contra 35 mm contra 70 mm

Escrito por rianne hill soriano Google | Traduzido por aline fernandes martins
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Câmeras: digital contra 35 mm contra 70 mm
Película de 35 mm é considerada um padrão global para projeção de filmes em cinemas (film image by saied shahinkiya from Fotolia.com)

A película de 35 mm é o padrão mundial para projeções de filmes em cinemas. O medidor de película básica mais comumente utilizado manteve-se relativamente inalterado desde sua introdução em 1892. A película é cortada em tiras, de literalmente, 35 mm de largura. Da mesma forma, a película de 70 mm mede 70 mm.

Um filme digital captura sequências em definição padrão ou em alta qualidade. O de alta definição é mais amplamente conhecido como filme digital, já que é comumente utilizado em lançamentos cinematográficos para obter a melhor qualidade e resolução possível, especialmente quando projetada em uma tela grande. No entanto, mesmo em 2010, a alta definição ainda está em desenvolvimento para alcançar a qualidade e resolução oferecida pelo 35 mm e 70 mm.

Outras pessoas estão lendo

Filmando em película

Gravações de filmes tem mais de cem anos de história contínua para os cineastas e também para o público de cinema. Sejam de 16 mm, 35 mm, 65 mm ou 70 mm, estes formatos de filme são os mais confiáveis para obter a melhor qualidade de imagem para filmes. Isto é comparável à imagem tirada com uma câmera com filme de 35 mm. Mesmo com a câmera mais barata disponível, uma imagem de boa qualidade pode ser tirada e aumentada em até 25 cm ou maiores do 3R original (3x5 polegadas) de tamanho. Para câmeras digitais, que trabalham com pixels e armazenamento digital, ao invés de expor uma imagem em um filme, o tamanho máximo de impressão de uma foto depende da resolução da imagem e o tamanho do arquivo.

A razão para a alta qualidade da película em comparação com a maioria dos formatos digitais é o próprio meio e como ela organicamente processa a imagem exposta. A imagem desenvolvida é impressa em uma película positiva (semelhante ao negativo de uma foto tirada em uma câmera ainda não digital, só que já possui as cores corretas da imagem). E quando o filme é projetado na tela grande, a qualidade não é reduzida, porque a película é feita de grãos circulares, em comparação com pixels do formato digital, que têm o formato quadrado. O "Pixilation" aparece quando o filme é projetado em uma tela grande, assim que atinge seu limite de resolução máxima.

Vantagens do filme digital

A vantagem da foto digital é que faz com que o fluxo de trabalho de produção de filmes seja mais rápido e mais eficiente. Na produção cinematográfica moderna, mesmo aqueles filmes nas películas precisam ser escaneados digitalmente durante a pós-produção (um conceito semelhante ao digitalizar uma cópia da foto e editá-lo usando qualquer software de edição de fotos). E contornar a parte de digitalização torna o processo de edição mais rápida, simplesmente jogando os arquivos digitais para o equipamento de pós-produção pronta para edição.

Outra desvantagem de filmagem na película é não permite a visualização da imagem exata que proporciona ao filmar, já que o filme precisa passar primeiramente por processamento químico. No disparo digital, um monitor devidamente calibrado permite que os cineastas vejam a qualidade exata da cena que está sendo filmada.

Comparação técnica: película vs. digital

Ao gravar um filme, digitalizá-lo digitalmente para a pós-produção proporciona uma resolução aproximada em 4K pixels por linha. Isto é, quando usar uma resolução de digitalização total de 4096 pixels por 3072 linhas, quando a digitalização do filme analógico negativo.

A alta definição (HD) refere-se ao sistema de vídeo de resolução superior ao vídeo de definição padrão (SD). O formato HD também pode ser referido como "digital", enquanto o formato SD é mais frequentemente atribuída como "analógico" (exceto para o formato de filme analógico que oferece excelente qualidade de imagem melhor do que a HD). As resoluções de tela mais comumente usados para o formato digital é de 1280 × 720 pixels (720p) ou 1920 × 1080 pixels (1080i/1080p). O "i" significa "entrelaçado", enquanto "p" refere-se a progressiva. Estes dois envolvem descrições mais técnicas que precisam de explicações técnicas mais aprofundadas sobre como cada um funciona.

Películas de 35 mm e 70 mm

Um filme 70 milímetros é um medidor de película larga de alta resolução, mais alta em comparação com o formato de imagem de 35 milímetros normal de filmes. Como usado em uma câmera durante as filmagens, o filme é idealmente do tamanho 65 mm de largura, enquanto na projeção, o filme original 65 milímetros é impresso em uma película de 70 mm. Os 5 milímetros adicionais são destinados às tiras magnéticas que prendem quatro dos seis faixas de som do filme.

Embora mais recentes impressões de 70 milímetros já podem usar a codificação de som digital, a maioria dos 70 milímetros ainda é anterior a esta tecnologia. E um número de salas de cinema ainda são incapazes de trabalhar com um filme de 70 milímetros, porque isso implica um enorme investimento em equipamento. Assim, os filmes de 70 milímetros são melhores mostrados nas versões de impressão de 35 milímetros, utilizando a relação de aspecto regular Cinemascope/Panavision de 2.35:1. Este formato wide-screen proporciona imagem com largura mais longa que a película de 35 mm regular, que possui uma relação de aspecto de 16:9. A utilização do equipamento filme anamórfico correto geralmente alcança o formato wide-screen.

Filme digital

O formato digital oferece melhorias de proporções de sinal/ruído, que são consideráveis em comparação com a sensibilidade da película. No entanto, o desafio no cinema digital é alcançar alcance dinâmico suficiente (a capacidade de resolver extremos em áreas escuras e claras de uma cena para resultar na exposição específica da metragem) como ao usar o formato de película. Na verdade, mesmo as melhores câmeras HD de hoje ainda são inferiores a uma faixa dinâmica que um filme regular de 35 milímetros pode oferecer.

A melhor parte em filmar digitalmente é de como oferece uma opção significativamente muito mais barata para os cineastas. Um orçamento conservador para um filme digital pode descer para R$ 40.000, enquanto um orçamento mínimo para um filme 35 milímetros podem ser mais de quatro vezes a sua versão digital. Isso porque cada tipo de filme, uma lata de negativo 35 mm (cerca de 3,5 minutos de imagens) já custa cerca de R$ 500,00. O cineasta também precisa de cópias de filmes. Uma lata (no valor de cerca de 18 a 20 minutos de metragem) custa cerca de R$ 2.600. Existem ainda outros requisitos, incluindo filmes intermediários e despesas de laboratório, entre outras coisas. O Catálogo da Kodak Motion Picture de março de 2009 relata esses custos.

Por outro lado, a gravação digital requer apenas fitas HD (uma fita vale 30 a 60 minutos de metragem) custam cerca de R$ 600,00 cada. O processo de pós-produção também pode ocorrer em uma suíte de edição em casa com hardware e software decente por um preço razoável.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível