Como cantar baixo e baixo-barítono

Escrito por samuel wexler | Traduzido por quezia souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cantar baixo e baixo-barítono
Para cantar com confiança você precisa ter uma ideia exata das notas que irá cantar (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Cantar as linhas de baixo num grupo pode ser extremamente prazeroso quando feito adequadamente. As vozes mais graves de um coral frequentemente formam a base harmônica em que todas as outras vozes serão construídas. Para cantar baixo com um som agradável, você deve ter naturalmente cordas vocais que sejam longas e espessas o suficiente para vibrarem livremente em baixas frequências. A extensão vocal de cada cantor de baixo varia, mas a maioria dos cantores tem um alcance que vai do E abaixo da oitava anterior ao C médio (E2), até o E acima do C central (E4), você só deve cantar baixo ou baixo-barítono se suas cordas vocais conseguirem alcançar a nota mais baixa mencionada confortavelmente. Se você tiver um mecanismo vocal natural para cantar uma ou outra dessas partes, uma técnica apropriada irá ajudar a você a produzir um som mais rico e profundo, que irá dar suporte e força a qualquer grupo de canto.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Tenha claramente em mente os tons e ritmos que você precisa cantar. Para cantar com clareza e confiança, você deve primeiro ter uma ideia exata de como você deseja que sua voz soe. Tirar um tempo para imaginar vividamente todas as progressões tonais, antes de cantar, vai garantir que você possa cantar sua parte independentemente, sem precisar de alguém para lhe acompanhar.

  2. 2

    Inspire profundamente, expandindo seu diafragma primeiro no seu abdômen, então movendo o ar até seu tórax, e finalmente expire o ar. Toda a energia para cantar vem da respiração, as cordas vocais apenas canalizam e focam está energia; respiração adequada é fundamental em qualquer tipo de canto.

  3. 3

    Relaxe suas cordas vocais ao mesmo tempo que você começa a canalizar o ar de seus pulmões através de suas cordas vocais. Frequências baixas vibram mais lentamente, então um vibrato médio mais relaxado é essencial para se obter um som ressonante e para sua saúde vocal.

  4. 4

    Sinta o ar fluindo livremente pelas suas cordas vocais, ativando-as como se passassem sem esforço. Cantar da forma mais relaxada possível, cria uma sonoridade melhor, e coloca o mínimo de tensão em suas cordas vocais; então é importante sentir como se o ar estivesse naturalmente fluindo durante a expiração, e não que você está deliberadamente forçando o ar para fora.

  5. 5

    Enuncie claramente e poderosamente as consoantes em cada palavra. Especialmente em grandes salas de apresentações, os sons das consoantes ficam abafados, então cantá-las com um pouco mais de força que o comum vai dar maior clareza nas canções que você cantar. Isso também ajuda a cantar com clareza e poder.

  6. 6

    Fique sempre atento a respiração e certifique-se que seu corpo esteja completamente relaxado.

Dicas & Advertências

  • Mantenha sua língua em repouso e seu palato mole levantado enquanto canta. Beba bastante água para manter suas cordas vocais saudáveis.
  • Mantenha seus joelhos ligeiramente curvados ao cantar, pois a respiração necessária para cantar algumas vezes pode causar tontura ou desmaio.
  • Se suas cordas vocais começarem a doer, esta é uma indicação que você ou está cantando incorretamente, ou excessivamente. Dê um intervalo, beba água, e descanse sua voz. Cantar com dor pode causar danos permanentes as suas cordas vocais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível