Educação e ciência

Cera de esqui de hidrocarboneto e aditivo com baixo teor de flúor

Escrito por jim jansen | Traduzido por antônio melo
Cera de esqui de hidrocarboneto e aditivo com baixo teor de flúor

A cera de esqui reduz o atrito entre a base do esqui e a neve

ski 3 image by wanty from Fotolia.com

Embora não possa ser vista a olho nu, a cera de esqui adicionada à base de um esqui funciona em um nível molecular para reduzir o atrito entre ele e a neve. A ideia central consiste em criar uma combinação de repelente de água e de moléculas de proteção, ajustando os níveis de hidrogênio e flúor conforme o estado físico da neve. As ceras básicas utilizadas no esqui de descida livre são os hidrocarbonetos e as ceras de hidrocarbonetos com aditivo fluorado.

Outras pessoas estão lendo

Hidrocarboneto

Hidrocarboneto, denotado como CH, é uma cera sólida que tem um atrito maior na neve do que as outras ceras, impedindo o desgaste na neve endurecida. É uma cera econômica utilizada por pilotos de esqui para treinamento e para fins recreativos, nota a Swix em seu "Guia de Preparação para Esqui e Snowboard" de 2009.

Fluorcarbono

O aditivo com baixo teor de flúor é combinado aos hidrocarbonetos chamados de ceras LF, ou ceras de baixo fluorocarbono, diminuindo o atrito entre a base do esqui e da neve. Ele é mais caro do que a cera de hidrocarbonetos e é usado para treinamento e competição, diz o guia Swix.

O aumento da velocidade

Os hidrocarbonetos contêm átomos de carbono e hidrogênio arranjados em cadeias de moléculas. Essas moléculas formam o componente mais básico na cera de esqui. Substituir o átomo de hidrogênio em cera de hidrocarbonetos com mais elementos eletronegativos -- e, portanto, mais repelentes à água -- produz uma cera que é mais rápida na neve.

Reduzindo o atrito

O hidrocarboneto torna-se fluorocarbono quando os átomos de flúor substituem alguns átomos de hidrogênio a partir do hidrocarboneto. O flúor, o elemento mais eletronegativo, é hidrofóbico e não reage com as moléculas de água, fazendo com que tenha muito pouca fricção sobre a neve. A adição de fluorcarbonetos a uma cera de hidrocarbonetos proporciona moléculas eletronegativas, reduzindo ainda mais o atrito entre a base do esqui e a neve.

Considerações

A quantidade de flúor adicionada aos hidrocarbonetos varia nas ceras de esqui entre alta e baixa, mas uma cera deve conter 3% de flúor para manifestar a sua natureza repelente de água. A cera com baixo teor de fluorcarboneto contém o teor mínimo de aditivos de flúor dentre todas as ceras de fluorocarbono, entre 1% e 6%. As condições da neve molhada exigem cera de alto teor de fluorocarbono, de acordo com o guia Swix. A de baixo teor de fluorcarboneto, com a sua natureza menos repelentes à água, reduz a fricção na neve mais sólida.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media