Cintos de segurança e a segunda lei de Newton

Escrito por shane thornton | Traduzido por eduardo paiva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cintos de segurança e a segunda lei de Newton
Existe uma relação entre as leis de Newton e os cintos de segurança (seat belt receptacle image by Albert Lozano from Fotolia.com)

As três leis de Newton são leis da física focadas na relação entre força, velocidade, massa e aceleração. A segunda delas pode ser aplicada para entender a eficácia do uso dos cintos de segurança para prevenir lesões e mortes durante as colisões.

Outras pessoas estão lendo

Importância

A segunda lei de Newton é a mais poderosa e influente das três leis, pelo fato de englobar a equação fornecida e os cálculos quantitativos, ao invés das que são apenas declarações ou ideias.

Fatos

A segunda lei de Netwon tem o foco na relação entre massa, aceleração e força de um objeto. Ela é expressada pela equação: força = massa x aceleração.

Características

Quando se aplica a segunda lei de Newton aos acidentes de carro e a utilização de cintos de segurança, a força externa do corpo do passageiro é a massa do veículo multiplicada por sua aceleração.

Benefícios

O uso apropriado dos cintos de segurança reduz a força externa de um acidente e dispersa a inércia inicial da colisão através do corpo.

Aviso

Sem o cinto de segurança, a aceleração do passageiro, em conjunto com a desaceleração do carro, aumenta a aceleração total. Quando esta está sendo multiplicada por uma massa muito grande, mesmo uma pequena alteração no resultado da aceleração pode ocasionar em um grande aumento na força que está sendo aplicada à vítima do acidente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível