Mais
×

O comportamento de uma gata com sua ninhada

Atualizado em 20 julho, 2017

A mamãe-gato exibe comportamentos maternais específicos durante as primeiras seis a oito semanas de vida de sua ninhada. Na maior parte dos casos, os instintos tomam controle e a mãe não tem problemas em criar filhotes saudáveis. Você deve saber, no entanto, que comportamento esperar da mãe que quer garantir que seus gatinhos passem bem.

O comportamento da mamãe gato com seus filhotes muda conforme o filhote cresce (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

As primeiras três semanas

Pelas primeiras três semanas de vida dos filhotes, a mamãe-gato cuida de todas suas necessidades. Ela sai pouco do lado da ninhada e, quando o faz, é por pouco tempo, para cuidar de suas próprias necessidades. Como gatinhos sabem o cheiro da mãe, ela cria elos com sua ninhada abraçando-a ou montando um ninho, o que deixa os filhotes quentes e seguros. A gata passa a maior parte do tempo cuidando, limpando e alimentando os pequenos.

Durante estas poucas semanas, a gata pode exibir sinais de agressividade contra visitantes ou outros animais: ela está protegendo os bebês. Ao se sentir ameaçada, ela pode levar seus filhotes pelo pescoço para um local mais seguro.

Quatro semanas

Às quatro semanas, os filhotes começam a desenvolver dentes, o que torna a amamentação dolorosa para a mãe. Ela passa a amamentar por períodos menores e deixa-os sozinhos com mais frequência. Eles também começam a andar desajeitadamente, o que a mãe encoraja com empurrões gentis. Se eles forem muito longe, a gata pode guiá-los de volta para a segurança ou chamá-los.

Como os filhotes começam a comer comida molhada de gato, eles também começam a usar uma caixinha de areia. Enquanto aprendem, a mamãe ainda limpa a sujeira.

Cinco e seis semanas

Entre cinco e seis semanas os filhotes começam a ser mais independentes e a passar bastante tempo brincando com os irmãos. A mãe pode ocasionalmente se unir à brincadeira, ensinando seus pequenos a caçar e emboscar, mesmo que eles cacem somente uns aos outros. A mãe passa menos tempo com eles, mas não tira os olhos da ninhada; como os filhotes são desmamados nesta idade, a gata limita o tempo de amamentação ou acaba com isso completamente.

Comportamento apático ou agressivo

A mamãe-gato algumas vezes pode parecer não ter instintos maternos e mostrar pouco interesse em sua ninhada. Ela pode não amamentar por tempo suficiente todos os dias para que os gatinhos tenham a nutrição necessária, ou ela pode não amamentar nunca e deixar os filhotes por longos períodos. Pior ainda: é possível que ela mostre sinais de agressão contra a própria ninhada e tente machucar ou matar os pequenos. Nestes casos, a agressão pode vir de uma complicação da gravidez e pedir atenção médica.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article