Por que o crack causa tanta dependência

Escrito por tiago tostes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por que o crack causa tanta dependência
O crack é um droga derivada da cocaína, por isso os seus efeitos alucinógenos são semelhantes a ela (Visage/Stockbyte/Getty Images)

O crack é uma droga ilícita, derivada da cocaína. Para a sua fabricação, são necessários menos produtos químicos, o que torna o seu custo bem menor. A história dessa droga está associada a um contexto recreativo, quando, a partir da década de 70, começou-se a misturar a cocaína com outros produtos. São utilizados pasta-base de cocaína refinada, bicarbonato de sódio e água. Algumas substâncias como cal, cimento, querosene, ácido sulfúrico, acetona, amônia e soda cáustica são acrescentadas à mistura para render mais. Essa é uma droga que vem se espalhando pelo país em todas as camadas sociais e é conhecida pelo seu alto poder de gerar dependência. A seguir, conheça mais detalhes sobre o assunto.

Outras pessoas estão lendo

A dependência da droga pelo cérebro

A sensação de prazer é um importante mecanismo de sobrevivência e preservação da espécie. É dessa forma que os animais e humanos sentem vontade e aprendem quando devem comer, dormir, ter relações sexuais, entre outras atividades. O sentimento de recompensa gerado pela liberação de dopamina no cérebro faz o indivíduo repetir tais comportamentos, pois este neurotransmissor causa euforia e prazer. As drogas ilícitas agem nesse mecanismo e o cérebro pode criar uma dependência por entender que todos os tipos de prazeres são benéficos. No entanto, após poucos minutos após o uso do crack, os níveis de dopamina caem sensivelmente e o indivíduo se sente deprimido.

Por que o crack causa tanta dependência
O sentimento de recompensa gerado pela liberação de dopamina no cérebro faz o indivíduo repetir os comportamentos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O rápido efeito da droga

A droga fumada na forma de crack é a via mais rápida de indução dos seus efeitos: ela é absorvida no pulmão e imediatamente cai na corrente sanguínea, chegando logo ao cérebro a partir das artérias. Enquanto a cocaína leva em torno de 15 minutos para chegar ao cérebro, o crack demora de 8 a 15 segundos, causando pupilas dilatadas, aumento da temperatura corporal, da frequência cardíaca e da pressão arterial, agitação, irritabilidade, ansiedade, inibição da fome, alucinações e paranoia (ilusões de perseguição). Alguns usuários que antes consumiam a cocaína passaram a preferir o crack por apresentar efeitos igualmente intensos, porém sem o risco de contaminação pelo vírus HIV pelo compartlilhamento de seringas.

Por que o crack causa tanta dependência
A droga fumada na forma de crack é a via mais rápida de indução dos seus efeitos pois é absorvida no pulmão (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

A duração reduzida dos efeitos

No início, quando o cérebro do usuário não está acostumado com o estímulo da droga, o impacto de prazer é mais imediato e tende a durar entre 5 a 15 minutos. Depois, o cérebro vai se acostumando e serão necessárias doses maiores e ainda assim o efeito será bem curto. O pequeno tempo de duração da droga faz o indivíduo usá-la mais de uma vez em uma mesma ocasião. O usuário que fica dependente daquela sensação de prazer usará a droga cada vez com mais frequência e com doses cada vez maiores. Cada pessoa tem um organismo diferente, mas há relatos de vício após apenas seis usos, e morte súbita após um único uso.

Por que o crack causa tanta dependência
Cada pessoa tem um organismo diferente, mas há relatos de vício após apenas seis usos, e morte súbita após um único uso (David De Lossy/Photodisc/Getty Images)

A abstinência

A abstinência do crack, mais do que de outras drogas, causa sensações intensas e desagradáveis como distúrbios motores, intensa depressão, pensamentos paranoicos, comportamento compulsivo, ansiedade, necessidade intensa da droga, irritabilidade, agitação, exaustão e raiva. O indivíduo passa a querer sempre repetir o uso da droga para diminuir ou abolir esses sintomas desagradáveis. A abstinência associada à necessidade de sentir os efeitos alucinógenos do crack ("fissura") fazem o indivíduo repetir o seu uso, sendo cada vez mais difícil de reconhecer que a pessoa não precisa daquela droga para ter sua vida normal.

Por que o crack causa tanta dependência
A abstinência do crack, mais do que outras drogas, causa sensações intensas e desagradáveis como distúrbios motores e intensa depressão (David De Lossy/Photodisc/Getty Images)

Tratamento

Há várias abordagens para o tratamento do vício. É necessário buscar a abordagem mais apropriada para cada caso, levando em conta as necessidades de cada pessoa. Existe a internação para pessoas que necessitam de um tratamento mais intensivo e o tratamento ambulatorial para dependentes que conseguem ficar abstinentes sem necessitar de internação. Além disso, há tratamentos psicoterápicos para auxiliar o dependente a repensar sua relação com a droga e seus projetos de vida. Também existe a terapia medicamentosa para reduzir os sintomas de abstinência, as crises de intoxicação e depressão, além da terapia de auto-ajuda para os usuários e familiares para motivar o dependente a refletir e a dividir suas experiências. O recolhimento compulsório atualmente é muito discutido atualmente, com pessoas defendendo diferentes posições acerca do tema.

Por que o crack causa tanta dependência
É necessário buscar a abordagem mais apropriada para cada caso, levando em conta as necessidades individuais (Jochen Sands/Digital Vision/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível