Como criar lagostas em um aquário marinho

Escrito por naomi bolton Google | Traduzido por bruno souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar lagostas em um aquário marinho
Lagostas podem ser um complemento interessante para um aquário marinho (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As lagostas são invertebrados interessantes que podem ser criadas em um aquário marinho. As espécies menores que se adaptam a um ambiente de recifes, como a lagosta violeta de coral, não crescem muito além de cinco centímetros de comprimento e são bem pacíficas. Essa espécie pode ser alojada com vários outros peixes de coral, incluindo o bodião, peixes-anjo de maior porte e peixes-morcego. As lagostas precisam de uma caverna ou abrigo semelhante para que possam descansar e trocar o exoesqueleto, conforme necessário. As lagostas de recife são territoriais e, por isso, você deve criar apenas um indivíduo por aquário, a menos que possam obter um par com quem ela possa se acasalar eventualmente.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Aquário de 225 litros e suporte
  • Balde de plástico de 20 litros
  • Aragonita de um revendedor especializado
  • Rochas da praia
  • Removedor de cloro líquido
  • Hidrômetro
  • 8 kg de sal marítimo sintético para aquário
  • Filtro de aquário
  • Bio Balls
  • Bolsa de náilon contendo carvão ativado
  • Fio de filtro
  • Aquecedor de aquário
  • Garrafa de bactérias benéficas
  • Bastão de plástico
  • Frutos do mar congelados ou descongelados recentemente

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Coloque seu aquário em um suporte acima do nível chão e posicione-o da melhor maneira possível. Certifique-se de que o tanque não esteja em um local onde haja correntes de ar e posicione-o longe das janelas que estão expostas à luz solar direta, pois isso estimula o crescimento de algas nocivas.

  2. 2

    Encha um balde de plástico com capacidade para 19 litros até a metade com cascalho de aragonita, completando-o em seguida com água da torneira. Use um bastão de plástico para agitar o cascalho e esvazie com cuidado a água suja. Repita esse procedimento até que toda a sujeira e detritos sejam removidos da aragonita.

  3. 3

    Cubra o fundo do aquário com as aragonitas limpas. Faça um declive de cascalho a partir da parte de trás do tanque. Isso permitirá que os detritos se desloquem em direção à parte da frente do vidro, onde podem ser mais facilmente notados e removidos.

  4. 4

    Adicione algumas rochas de praia no aquário. Use algumas delas para construir uma caverna na parte traseira do recipiente.

  5. 5

    Use uma mangueira de jardim para encher lentamente o aquário. Coloque a extremidade do tubo da mangueira contra o vidro do tanque de modo a não mexer com a aragonita.

  6. 6

    Adicione à água um removedor de cloro líquido de acordo com as instruções.

  7. 7

    Adicione 8 kg de sal marinho sintético para aquário de modo a deixar a água com uma densidade de 1,025. Use um hidrômetro para verificar a leitura.

  8. 8

    Retire a tampa do painel do filtro e coloque algumas Bio Balls dentro da seção química. As lagostas se alimentam de maneira bagunçada, por isso seu tanque deve ser bem filtrado. As bactérias benéficas, que colonizam as Bio Balls, eliminarão as toxinas da água.

  9. 9

    Coloque uma bolsa de nylon pré-lavada de carvão no interior da seção química do filtro. Substitua essa bolsa de nylon mensalmente.

  10. 10

    Preencha a parte mecânica do filtro com um fio especial. Ele interceptará fisicamente grandes pedaços de sujeira e restos de comida, devendo ser lavado semanalmente e substituído assim que não puder ser higienizado adequadamente.

  11. 11

    Ajuste o aquecedor do tanque para 78 graus centígrados e coloque-o no aquário.

  12. 12

    Conecte o filtro de aquário e aquecedor antes de ligá-los.

  13. 13

    Adicione uma cepa de bactérias benéficas para a água para amadurecer o sistema do aquário. Os produtos comerciais estão disponíveis em lojas especializadas.

  14. 14

    Deixe a água aquecer e circular durante pelo menos 24 horas.

  15. 15

    Abra o saco plástico em que a lagosta é transportada e prenda-o na borda do aquário usando um pino de plástico.

  16. 16

    Adicione uma pequena quantidade de água do aquário ao saco de plástico a cada 10 minutos para aclimatar a lagosta com os parâmetros da água.

  17. 17

    Retire cuidadosamente a sua lagosta e coloque-a no aquário. Segure-a delicadamente pela metade do corpo e coloque-a logo abaixo da superfície da água.

  18. 18

    Alimente a lagosta com pequenos pedaços de frutos do mar frescos ou descongelados recentemente, como a lula, iscas de peixe ou farinha de mexilhão. Os frutos do mar são ricos em iodo, que a lagosta necessita principalmente durante os períodos em que se desprende do seu exoesqueleto velho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível