Mais
×

Como cultivar a mandrágora

Atualizada April 17, 2017

A Mandragora officinarum pertence a família das solanáceas (solanaceae). As longas raízes dessa planta lembram uma cenoura ou a pastinaca. Ela é nativa da Europa Central e Meridional, nas áreas do Mar Mediterrâneo.

Comumente conhecida como mandrágora, essa planta perene apresenta folhas oblongas na superfície do solo e folhas enrugadas com a veia central medindo de 15 a 40 cm de comprimento. As flores com pétalas verde claro medem cerca de 5 cm de largura; elas florescem de setembro a outubro. No fim da primavera, os frutos maduros da mandrágora estão arredondados, com coloração laranja ou vermelha.

Essa planta suporta frios intensos, sobrevivendo a temperaturas de -9 a -17 ºC.

Instruções

  1. Escolha um local ao ar livre com luz solar direta. Como essa planta é uma solanácea, seu habitat natural inclui jardins com muitas plantas e áreas com sombra, sendo capaz de sobreviver em áreas assim ou sem sombra alguma.

  2. Plante as sementes em vasos profundos ou rasos. Considere um solo um pouco arenoso ou argiloso com um pH neutro. As mandrágoras podem ser apropriadas para jardins de pedras.

  3. Regue bastante a mandrágora durante o verão ou uma vez a cada duas semanas.

  4. Na primavera, quando a mandrágora estiver com folhas e flores, aplique um fertilizante junto à água usada para regá-la a cada 20 ou 25 dias. Considere o uso de um fertilizante apropriado para plantas floridas. Misture um fertilizante granulado ao solo.

  5. No final de fevereiro, transplante a mandrágora para um solo bem drenado, leve e profundo para acomodar a raiz extensa. Separe as mandrágoras a pelo menos 60 cm umas das outras.

Dicas

  • Se sua mandrágora for suscetível a ataques de pulgões, considere usar um inseticida. Procure em centros de jardinagem os inseticidas permitidos em sua área.
  • Cuidado com os fungos que se desenvolvem em clima ameno e úmido. Evite-os ao aplicar um fungicida sistêmico. Novamente, procure-o em centros de jardinagem.

Avisos

  • No inverno, não deixe o solo ficar muito úmido. As consequências incluem podridão radicular.

Coisas Necessárias

  • Sementes de mandrágora
  • Solo bem drenado
  • Vaso profundo ou raso
  • Fertilizante
  • Inseticida
  • Fungicida
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article