Como cultivar pimenta vermelha doce dentro de casa

Escrito por rhonda pennington | Traduzido por joão melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cultivar pimenta vermelha doce dentro de casa
Aprenda como cultivar pimenta vermelha doce dentro de casa (Jupiterimages/Creatas/Getty Images)

Inúmeras variedades de pimentas doces vermelhas (C. annuum) são cultivadas no mundo. Escolha uma variedade mais adequada ao seu clima na estação de crescimento adequada. Estações de crescimento variam de 55 a 120 dias. Cultivar pimentas vermelhas requer paciência, mas vale a pena. Fazer isso é especialmente econômico, já que as pimentas vermelhas e outras variedades vibrantes podem custar cinco vezes mais do que as verdes nas lojas. A maioria dos tipos vermelhos começa verde e amarelo. Os frutos podem ser consumidos quando estão verdes, mas tornam-se mais doces e nutritivos conforme amadurecem. As pimentas vermelhas têm o dobro da quantidade de vitamina C em comparação com as verdes.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Sementes de pimenta vermelha
  • Água ou fertilizantes em emulsão
  • Pequenos vasos, um por semente
  • Mix de cultivo de sementes (perlita, vermiculita, turfa)
  • Tapete de germinação (opcional)
  • Pote, 30 cm ou maior
  • Terra de envasamento leve e porosa
  • Pá de mão
  • Fertilizante líquido

Lista completaMinimizar

Instruções

    Germinando as pimentas

  1. 1

    Deixe as sementes em água ou emulsão de fertilizante durante 24 horas. Isso permite que a água penetre uniformemente no tegumento, acelerando a germinação.

  2. 2

    Encha pequenos recipientes com o mix de cultivo (perlita, vermiculita, turfa). Compre-o ou faça o seu próprio utilizando a mesma quantidade de perlita, vermiculita e turfa. Você pode comprar potes ou usar alternativas mais ecológicas encontradas ao redor de sua casa para os contêineres. Copos de iogurte e caixas de ovos, por exemplo, são ótimos para germinar sementes.

  3. 3

    Deposite uma semente em cada recipiente. Gentilmente cubra-as com o mix. Coloque uma camada da mistura na mesma profundidade que a espessura de cada semente. Não substitua a terra de envasamento pela mistura de germinação. Ela é muito pesada e vai tornar mais difícil as mudas emergirem.

  4. 4

    Regue as sementes. Mantenha o solo úmido, mas não encharcado. Se encharcado, fungos podem aparecer e as sementes apodrecer.

  5. 5

    Coloque os recipientes sobre uma fonte de calor. Você pode comprar tapetes de germinação ou colocá-los em um local quente, como em cima de um aquecedor de água ou geladeira. As pimentas são plantas tropicais e subtropicais, por isso gostam de calor.

  6. 6

    Mova os recipientes para um local ensolarado quando os brotos surgirem. A luz não é necessária para a germinação. Dependendo da variedade, a germinação pode levar de duas a quatro semanas. As mudas estarão prontas para serem transplantadas quando as verdadeiras (quatro) folhas aparecerem. As mudas gostam de sol pleno.

    Transplantando pimentas

  1. 1

    Encha um pote grande com terra de envasamento leve e porosa. Usando uma pá de mão, cave um buraco com duas vezes o tamanho da massa de raiz.

  2. 2

    Remova cuidadosamente uma muda de seu recipiente pequeno. Tenha cuidado para não danificar suas raízes frágeis. Coloque a muda no buraco e cubra as raízes com a terra.

  3. 3

    Coloque a planta em um local ensolarado e regue bem. Continue a regar a planta para manter o solo úmido, mas evite que o solo fique encharcado.

  4. 4

    Aplique fertilizante líquido ocasionalmente para evitar que as folhas fiquem amareladas. Use um fertilizante que contenha magnésio e fósforo. Não use adubo com nitrogênio, o que fará com que haja crescimento de folhas, mas não de frutos.

Dicas & Advertências

  • Colha as pimentas tirando ou cortando o caule com uma faca afiada. Não torça o tronco. Isso fará com que a haste lasque, tornando-se suscetível a doenças.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível